Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Curta!’ Category

Incrível que após 20 anos essa música continua sendo atual….

Estou aqui vendo na MTV o Estúdio Coca-Cola Paralamas com Calypso e nos intervalos eles entrevistam o público de ambas as bandas.

Eis que vejo uma jovem de cerca de 19anos perguntando “Paralamas é rock néh” e completando com a pérola “Acho que misturar Calypso com rock pesado não vai dar certo”

PARALAMAS ROCK PESADO??!!!! Onde essa retardada vive? Meu Deus Paralamas é ultra pop!!! Toca em novela e tem muita influência de reggae, guitarradas e outras musicalidades populares onde o Calypso também bebe.

Ignorância não é uma benção! Ignorância é o câncer da humanidade!

Sobre a mistura dos dois ficou bastante interessante. Apesar de ser uma banda assumidamente brega musicalmente falando eles tem talento. Não supera a Pitty com a Negra Li, mas com certeza é bem melhor do que Vanessa da Mata com Charlie Brown Jr. Na verdade eu nem ouvi o Chorão cantando eu dispenso, ao lado da Vanessa eu é que choro!

Mas ficou faltando botarem uma peruca no Herbert pra ele imitar a jogada de cabelo da Joelma 🙂

Anúncios

Read Full Post »

Quando escrevi “Sobre a Maldade Humana” queria botar um clipe do Ministry. Ministry é du caralho!!! Eu amo esses caras!

Mas caramba… são muito toscos!!!! Dá vergonha de botar do lado do Fodástico clipe do Pearl Jam….

É….. o que a falta de verba não faz…. esse provavelmente é de fã chega a ser fofis:

E procurando por Ministry também vi que revoltantemente a maioria dos sites cortam a letra de Stigmata! Só porque ele manda todo mundo se foder? Eu não seu se existe letra oficial, mas pra mim como fã, o final falado da música faz totalmente parte dela! É realmente é um estigma….
Letra não oficial mezzo Terra, Google e Ana

You ran out of lies!
You ran out of lies! Lies!

Stronger than reason
Stronger than life
The only truth I know
Is the look in your eyes
The look in your eyes!

Just like a car crash
Just like a knife
My favorite weapon
Is the look in your eyes
You ran out of lies!

You’ve run out of lies!
You’ve run out of lies!
You’ve run out of lies!
You’ve run out of lies!
You’ve run out of lies!

Get out of my life!

And I’m chewing on glass
And eating my fingers
I’m not the one
Who’s Run out of lies, lies!
You ran out of life!
You ran out of time!

Cutting my face
And walking on splinters
I lost my soul
To the look in your eyes
Your eyes!

You ran out of lies!
You ran out of lies!
You ran out of lies!
You ran out of time!

Stigmata!

You ran out of lies!

O, you have empty eyes!…
They tell me nothing, nothing but lies
They told me nothing
Nothing but lies!
Yes! Yes! Yes! Yes!
Fuck! Fuck! Fuck! Fuck!
Fuck me! Fuck me!
Fuck you! Fuck you!
Fuck everyone! Fuck the church!
Fuck Jesus! Fuck Mary!
Fuck the Jews! Fuck the Bhuddists!
Fuck the Hindus! Fuck George Bush!
Fuck his ugly wife! Fuck Tipper Gore!
Fuck everyone! Fuck Gorbachev!
Fuck Noriega! Fuck all these assholes!
Fuck you! Fuck me! Fuck all of you!
Stigmata! Stigmata! Stigmata! Stigmata!
They told me nothing but lies!
Lies! Lies! Lies! Lies!

Você ficou sem mentiras!
Você ficou sem mentiras! Mentiras!

Mais forte do que o motivo
Mais forte do que vida
A única verdade que eu sei
É olhar nos seus olhos
Olhar nos seus olhos!

Assim como um acidente de carro
Assim como uma faca
A minha arma favorita
É o olhar em seus olhos
Você fica sem mentiras!

Você fica sem mentiras!
Você fica sem mentiras!
Você fica sem mentiras!
Você fica sem mentiras!
Você fica sem mentiras!

Saia da minha vida!

Eu estou mastigando vidro
E comendo meus dedos
Eu não sou o único
A esgotar-se de mentiras. Mentiras!
Você perderam a vida!
Você ficou sem tempo!

Cortei o meu rosto
E andei em fragmentos
Eu perdi a minha alma
Para o olhar em seus olhos
Seus olhos!

Você ficou sem mentiras!
Você ficou sem mentiras!
Você ficou sem mentiras!
Você ficou sem tempo!

Estigmas!

Você ficou sem mentiras!

Ó, você tem os olhos vazios! …
Eles me dizem nada, mas nada reside
Eles me disseram nada
Nada, mas mentiras!
Sim! Sim! Sim! Sim!
Foda-se! Foda-se! Foda-se! Foda-se!
Foda-se eu! Foda-se eu!
Foda-se você! Foda-se você!
Foda-se todos! Foda-se a igreja!
Foda-se Jesus! Foda-se Maria!
Foda-se os judeus! Foda-se a merda!
Foda-se os hindus! Foda-se George Bush!
Foda-se sua a mulher feia! Foda-se Tipper Gore!
Foda-se todos! Foda-se Gorbachev!
Foda-se Noriega! Foda-se todos estes cuzões!
Foda-se você! Foda-se eu! Foda-se todos vocês!
Estigmas! Estigmas! Estigmas! Estigmas!
Eles me disse nada, mas mentiras!
Mentiras! Mentiras! Mentiras! Mentiras!

E o clipe é claro!

Read Full Post »

Porque a dor é real!

Definitivamente quadrinhos não são o meu forte. Ao menos não os tradicionais heróis… Tirando a Turma da Mônica, Disney e afins da infância o que li e amei são Sandman, Asilo Arkhan, Preacher entre outras coisas “estranhas e esquisitas”, (assim como eu!). E um tanto sombrias (assim como eu também, mas nem tanto).

Acabo de voltar do “Batman Cavaleiro das Trevas” e gostaria de pedir meu dinheiro de volta. De uns tempos pra cá adotei a seguinte política, não estou curtindo saiu da sala… dificilmente continuo vendo um filme que não está me agradando e geralmente se fico é pra ver se o filme muda. E o Batman não mudou….

Pra mim, num mundo onde crianças são arrastadas vivas, herói é o Capitão Nascimento e o Batman é um babaca!

O filme peca num ponto que pra mim é fundamental não se define enquanto realista ou fantasioso. Fica passeando pelos dois mundos costurando isso num discurso sobre certo e errado que sinceramente me deu vontade de vomitar. Toda vez que o Batman ou algum outro personagem tinha a oportunidade de ficar a sós com o Coringa ou algum outro vilão/bandido vinha alguém (muitas vezes o próprio bandido) com aquela ladainha de “você não pode mata-lo pois isso irá te tornar igual a ele”

Me poupe! Isso acabou com o filme, transformou numa piada algo que podia ser grandioso! Pois em vários momentos o Batman faz coisas que botam “vidas inocentes” em perigo, como sair atirando em carros, e quando chega a hora do Coringa vem sempre um FILHO DA PUTA dizer “oh não faça isso”. Pelo amor de Deus! Chamem o capitão Nascimento e pega o saco!

Tem momentos que o filme chega a ser uma piada, pois ele mesmo quebra essa tese estúpida de herói e vilão, 100% bom 100% mau….

Num momento o Coringa diz que se alguém não matar um fulano lá ele vai explodir um hospital, em cinco minutos tem mais de 50 pessoas prontas pra linchar o cara. E depois aparecem dois barcos um com cidadãos de bem e outro com presidiários e nenhum dos dois tem coragem de explodir o outro (sendo que se nenhum dos dois fizer os dois serão explodidos). Isso é muito história pra boi dormir… e se for pra construir um enredo assim de pessoas boas e más que o faça numa narração totalmente fantasiosa…. pois na vida real pessoas são pessoas com bondade e maldade dentro de si!

Os fãs de heróis em quadrinho que me desculpem, mas os mesmos foram criados em maioria na década de 30 e o mundo mudou muito desde então. Não dá pra manter o mesmo discurso de “heróis não matam”. Se é pra fazer essa ladainha então façam num mundo paralelo e não numa Gotham City que é propositalmente parecida com Nova Yorque ou São Paulo. Talvez se tivesse mantido a mesma postura, mas sem repetir tantas vezes o maldito discurso o filme teria se salvado. Mas com tanto blábláblá eu continuo preferindo o Batman do Tim Burton (apesar do Michael Keaton), ao menos os vilões salvam o filme.

Quanto ao Coringa… Heath Ledger ou Jack Nicholson? Pensava isso antes de ver o filme e continuo pensando, são Coringas diferentes pra Batman diferentes…

Ah teve uma cena romântica que também foi dispensável…. Bom ainda tem o Watchmen que é uma esperança… tirando isso só vou ver Batman de novo o dia que sair o Asilo Arkhan, ainda assim com dois pés atrás…

Ps. Sim eu assumo, sou chata, radical e louca. Não creio que isso seja o suficiente pra alguém me matar (apesar de compreender o fato de muitos me odiarem por tais defeitos), mas quando eu digo uma coisa isso deve ser levado em consideração… enfim que bom pra quem curtiu… mas infelizmente estou fora disso. E sim, eu sou séria…

Read Full Post »

The Creepy Pencil

Porque nem tudo tem que ter sentido além do sentir….

Read Full Post »

Programa de rádio contracultura,

Rádio Trianon 740 mhz AM de SP, Sábados das 17:00 às 18:00.

Apresentado por Orlando Saltini (âncora), Anderson, Pablo e o Coveiro dr. Cemitério.

Neste sábado com a presença do grande Marcio Calixto falando do Vesuvia, literatura mórbida e vão rolar as 2 faixas da De Profundis

Nota da Ana: Esses caras são uns porras mas são meus amigos e fazem um som mucho bacana! O myspace deles que só Deus sabe pq eles não me aceitam como amiga:

http://www.myspace.com/vesuvia

Ps. Perdoem a série de control C + V mas acho que dá pra entender a correria néh!

Read Full Post »

Estou tentando conhecer as bandas que irão participar do Motomix.

Mas como ouvir os my spaces das bandas se o maldito site do Motomix fica tocando uma música sem parar?

Isso pra mim é um desrespeito!!!!

Porque essas porras de sites ao menos não botão um botão pra você poder parar as músicas?

Será que esses malditos web desidners não pensam que posso querer curtir as MINHAS músicas?

Cazzo!!!!!

Segue a listas das bandas até mesmo pra que eu possa ouvir em paz:

Stop Play Moon My Space da Banda

Venus Volts é uma banda indierock de Campinas (SP) My Space da Banda

Nancy My Space da Banda

The Go! Team é uma banda de seis integrantes, da cidade de Brighton, Inglaterra My Space da Banda

Metric é uma banda de indie rock canadense e americana, My Space da Banda

Fujiya & Miyagi é uma banda inglesa formada em Brighton, no ano de 2000. Seu estilo musical é fortemente influenciado por bandas setentistas do krautrock, como Can and Neu!, funk, e a música eletrônica dos anos 90 My Space da Banda

O Motomix rola neste sábado também conhecido como 28/06/08 de grátis no Ibira em Sampa!

A partir das 15h presta atenção cabeção! :p

Read Full Post »

A Bússola de Ouro

Nossa muito bom! Muito bom mesmo! Muito me espanta não ter ótimas recomendações sobre esse filme. Melhor que o Nárnia e comparável ao Harry Potter. Muita ação, muita magia, muita emoção.

A única ressalva é que algumas cenas foram violentas demais para um filme infantil. Podiam ter retirado uma ou outra passagem, a morte do Rei Urso por uma patada que arrancou o maxilar foi discutível…

Quero saber quando rola a continuação!!! Apesar de duvidar um pouco se vai ter uma continuação…. 😦 estranhamente as únicas notícias que li na época sobre o filme falavam de um possível veto ou não recomendação por parte da igreja católica. O que eu não entendi o motivo (e estou sendo sincera e não sarcástica).

Achei “A Bússola de Ouro é um livro polêmico que desafia a igreja diretamente, questionando várias crenças religiosas cristãs.” Ãhn…. Foda-se! Só gostaria de colocar uma correção. São crenças católicas e não Cristãs, Ao contrário do que pensam os católicos Jesus não os pertence, pois não é uma propriedade!

Olhando agora no Adoro Cinema vejo que a realização do filme foi um tanto confusa com trocas de roteiro e diretor, somando com a não publicidade e repercussão do filme…. não vou alimentar muitas esperanças….. É uma pena se não tiver mesmo. Vou botar o livro na fila pra ler e saber o que acontece. Apesar que eu já sei. Mas isso que é foda nesses filmes. Não é saber o que acontece e sim como acontece. O tipo de filme que mesmo que alguém te conte o final ele não perde a graça, pois a graça está no filme eu sim. Enfim AMEI!!!!

E pros chatos que minha recomendação não serve… A história se passa num mundo paralelo ao nosso onde os humanos tem uma magia que os ligas a um animal que os acompanha sempre (daemon). O que um sofre o outro sente, se um morrer morrem os dois. Esse mundo é super controlado pelo “Megesterium” (tipo 1984 mesmo) um bando de corruptos que gostam de mandar nas pessoas.

Misteriosamente crianças das redondezas de Jordan começam a desaparecer e Lyra uma menina moleca e sapeca vai se envolvendo numa trama de mistérios e magias; aos poucos vai desvendando o que está acontecendo… resolvendo… e descobrindo o mundo, sua família e a si mesma! Nesse desenrolar ela é perseguida pelos malditos Gobblers, mas é ajudada por Ioreko verdadeiro herdeiro do trono do Reino dos Ursos do Gelo, vários Gyptians da Água, Serafina Pekkala e outras Bruxas da Terra e o solitário Scoresby.

Isso tudo é claro se guiando pelo Alethiometro (a Bússola de Ouro) um instrumento que revela a verdade, único que resta no mundo e Lyra é a única que o consegue ler. Sua vida está em perigo Lyra! Corra!!!

Aí Aí! Quero uma Lyra pra mim 😉

Misteriosamente crianças das redondezas

Read Full Post »

Older Posts »