Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Pela Vida’ Category

Se você tem em casa potes de vidro com tampa de plástico, tipo de maionese e café solúvel. Doe!!!

Para manter a rede de doação de leite materno é preciso além do leite os potes. Leite poucas são as pessoas que podem doar, mas potes a maioria de nós temos em casa. Os potes tem que de vidro com tampa de plástico, ser entregues limpos, mas não precisa esterilizar.

Junte no seu bairro, ou mesmo na sua casa e leve até um posto de arrecadação de leite materno. Eles sempre precisam dos potes. Mas quando fica numa situação critica fazem campanhas regionais deixando postos de coleta em supermercados e outros locais de grande movimento.

Informe-se também em maternidades e postos de saúde próximos a você. As vezes a gente nem sabe, mas muitos desses locais aceitam essa doação.

Vou relacionar alguns postos de arrecadação de leite materno pelo país. Informe-se no local onde e como pode doar. Endereço correto, horário de atendimento. Para doar leite materno existe todo um procedimento a ser feito. Não deixe de se informar corretamente antes de recolher o leite. Existe o site da Fio Cruz www.redeblh.fiocruz.br/ que trás diversas informações, mas no momento está fora do ar. Mais sobre o assunto no site do Ministério da Saúde e no site www.aleitamento.com

Veja alguns pontos de arrecadação: Caso saiba de outros locais (fixos ou temporários) deixe nos comentários ;D

São Paulo: lista do site da prefeitura

Rio de Janeiro: semanadobebecarioca.blogspot.com ou site da prefeitura

Ceará: veja alguns endereços aqui

Brasília: site da prefeitura

Belo Horizonte: Banco de Leite da Maternidade Odete Valadares

João Pessoa: veja alguns endereços aqui e no Banco de Leite Humano Anita Cabral

Cambé – PR  – Unidade de Lactação de Cambé (Unilac) (43) 3174-0235   3174-0224 site

Alagoas: BLH da Santa Mônica (82) 3315-4434

Em breve mais locais

Ps algumas mães estão criando uma rede de doação de roupas e brinquedos para bebês. A rede está no seu início, mas estou torcendo para que a idéia vingue!
www.wix.com/valhta_83/doacaobb
http://chadeenxoval.blogspot.com/
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=117198643

Read Full Post »

Zoológicos são um assunto polêmico, mas o Sea World e afins  são Circos Aquáticos. O que aconteceu só prova que passou da hora de mandar fechar estes ‘espetáculos’.

O que fazer com a baleia? Quando humanos matam pessoas eles são presos. Mas a baleia já estava presa então o que fazer?

Como condenar um animal irracional a morte por ele agir segundo a natureza dele? A reagir a uma injustiça?

O que deveria ser feito? A criação de um santuário ou ao menos um aquário com estes animais, onde eles seriam cuidados, alimentados e talvez expostos. Mas sem serem obrigados a fazer ‘apresentações’. Mantido com a grana do Sea World é claro!

O que será feito? Alguém dúvida que sera algo entre a morte da baleia e o nada?

Ps. Me considero uma pseudo protetora dos animais. Pseudo porque não tenho como me dedicar a causa. Se eu pudesse seria uma ativista mais ativa. E apesar de a minha praia ser animais domésticos, eu tenho algumas opiniões formadas sobre outros animais (não todos por falta de conhecimento sobre o assunto).

Read Full Post »

gatomendigo1 (não só na internet, néh)

Estou a beira de um surto por estar tentando fazer umas 5 coisas ao mesmo tempo (e ainda cismo de escrever :o) enquanto minha mãe me liga de 20 em 20min pra me perguntar sobre o celular dela…

Daí pra dar aquela relaxada vou dar uma voltinha nos sites de humor. Vejo essa matéria no Jacaré Banguela (mas tenho certeza que já tinha visto em outro lugar antes), que pegou do G1 Planeta Bizarro, que pegou do English Russia, que pegou do Belrabota que não sei se é deles pois infelizmente não sei escrever gato em russo… Parece até o conhecido poema do Drummond.

Mas vamos aos fatos…

Como alguns sabem eu sou envolvida com proteção de cães e gatos. E todo esse pessoal passa o chapéu pra conseguir se manter, mas esta foi uma forma inusitada de se fazer isso.

[Tradução tosca google mode on]

Gato Mendigo Russo

Este gato pedindo dinheiro foi flagrado em uma das cidades da Bielorrússia. Ele fica em um lugar com uma nota que diz “preciso de dinheiro para carne e peixe, o abençoe” [não modifiquei ‘o abençoe’ pois não saberia dizer se está mais para um simples obrigado ou Deus o abençoe].

gatomendigo2Ele não abandona o seu lugar e protege o dinheiro apenas com o olhar.

Uma senhora que afirma ser sua dona foi encontrada nas proximidades. Ela contou que tinha resgatado o gato dos abates [será que seria uma carrocinha?], mas ela já tem alguns animais de estimação e não poderia alimentar a todos, por isso ele decidiu deixar o gato ganhando dinheiro para si.

É uma situação discutível, mesmo porque pela quantidade de notas que estão na foto creio que ela já tenha conseguido o dinheiro para alguns dias. Pra analisar mais a sério precisaria saber quantas vezes por mês ela faz isso com o gato. Enfim, sou da opinião de que quem pede dinheiro tem o dever moral de prestar contas a sociedade. Não creio que está senhora o faça…

gatomendigo4
Não sei se é ela nessa foto pois o povo esqueceu o que significa legendar a foto

No mesma página vi a matéria (que também não é do English Russia e que eu também já tinha visto) sobre uma louca que tem em casa 130 gatos. Isso já é uma doença e tema para outro post mas fica o vídeo (creio que seja o original)!

Só uma simples nota bastante valida. Abrigos não são a solução. São paleativos. Animais precisam de mais do que comida, água e teto. Necessitam de um carinho e atenção que não há como se dar quando se tem 50 ou 100 animais.

Read Full Post »

Rixas entre protetores sempre teve e infelizmente sempre vai ter, mas quando a coisa envolve processos, recolhimento de animais e acusações de maus tratos é bom se inteirar do assunto.

Dias atrás recebi uma mensagem falando muito por cima sobre um caso. E como sei que muitas outras pessoas estão recebendo as mesmas mensagens resolvi escrever este texto dando uma visão geral do assunto.

No ano de 2007 dois abrigos improvisados foram fechados pelo Vereador Aurélio Miguel, por não darem aos animais as condições mínimas dos animais viverem. Tudo isso está documentado, existe um processo ainda em tramitação e é possível ler as informações da época no próprio site do vereador.

Acontece que uma das assessoras do vereador na  época, é filha de uma outra protetora e por pura vingança as antigas protetoras estão fazendo falsas denúncias contra o Abrigo desta senhora. Hoje essas senhoras estão usando o perfil de Família Boris conforme pude comprovar. Também há ligações delas com o Abrigo São Daniel.

Vale lembrar que abrigos consomem muito dinheiro, mas alguns também ganham muito dinheiro. Portanto todo cuidado é pouco. A justiça irá apurar e julgar que lado está certo, mas a justiça é lenta e o povo tem o direito de saber dos fatos expostos antes da justiça decidir.

Achei também uma matéria do Jornal SPTV de 2006 que descreve um caso sobre a senhora Denise Telles apelidado de “Rua do Fedor”, onde os vizinhos reclamam que o mau cheiro que saia da casa era percebido a distância. Sobre este caso foi dito no site do vereador Aurélio Miguel “Representantes do nosso Gabinete, a pedido de munícipes e acompanhados por alguns protetores, compareceram por duas vezes aos imóveis localizados na Rua São Daniel, 79, ao que consta de propriedade da Sra. Denise Telles. A situação inicial encontrada por ser comprovada pelos vídeos e pelas fotos

Segue o relato de uma pessoa que está envolvida no caso. Se a outra parte quiser se manifestar estou aberta pra ouvir, mas vendo os links no site do Aurélio Miguel fica difícil de acreditar na palavra delas.

É confuso mesmo. Existem três historias que se encontram hoje por conta de vingança das donas/personagens das duas primeiras historias.

Quem faz as denuncias atuais são Denise Telles e Cezira Vieira.

As duas tem passado negro envolvendo maus tratos a animais, e ambas viviam de explorar a compaixão de gente que gosta de animais e que tentava ajuda-las a cuidar dos que mantinham, mas elas desviavam o dinheiro e a prova está nos links do site do Aurélio Miguel, dos processos que aconteceram em São Paulo e em Embu Guaçu. E quem acompanhou ambos casos como advogada foi a Claudia, filha da dona da “Chácara dos Meus Amores”, que era advogada do vereador Aurélio Miguel.

Só que de todos os animais que foram vitimas de Denise e Cezira, nenhum foi levado para o CCZ. Protetores se organizaram, o próprio vereador assumiu os animais do abrigo da Cezira que se chamava “Paraíso” dos Animais de São Francisco de Assis”, etc etc

E a historia atual. Os animais da “Chácara dos Meus Amores” estão maltratados por conta do excesso de animais e falta de funcionários. Abrigos cheios sem dinheiro não são bonitos de ver. Mas dona Jane (quem comanda a chácara) pensa que é pior o animal morrer sozinho no meio do mato – Parelheiros e no meio do mato – do que ter uma casinha, tosca que seja e ração – barata que seja – um pote de água limpa e um pouco do imenso carinho que ela tem por animais.

É isso que ela faz e a isso ela dedicou e dedica a sua vida. Mesmo aos 80 anos ela trabalha dia e noite cuidando de animais e se não faz o melhor trabalho do mundo, é por falta de ajuda, seja mais funcionários, seja melhores acomodações.

Quero ver quem faria, nas mesmas condições que ela, que pega animais nas piores situações e cuida deles, não fotografa para sair pedindo dinheiro, como muita gente faz. E o resto a gente sabe. Tem muita gente boa mas as historias dos pilantropos da proteção animal não são poucas..

Enfim, espero ter conseguido iluminar algumas duvidas. Abraços e agradeço a quem puder ajudar a divulgar a verdade deste caso triste. Aonde animais que estavam sendo cuidados foram levados ao CCZ para duas pilantras se vingarem.

Denise Valente

Resumo de matérias publicadas no site do Aurélio Miguel em 2007. Clicando no título você poderá ver os textos na integra:

Campo de Concentração para Animais
Rua das Rosas, s/nº, Distrito do Cipó, Bairro das Cerejeiras, Lote 28, Embu-Guaçu
09/02/2007

A denominação do local em questão poderia ser a de Auschwitz, ou Birkenau, ou Monowitz, ou Jasenovac, ou Sobibór, ou Treblinka, ou uma série de opções relativas aos nomes dos nefastos campos de concentração nazistas da 2ª. Grande Guerra. Menos “Paraíso dos Animais de São Francisco de Assis”.

Antes de levar a público o que constatamos na cidade de Embu-Guaçu, reunimos uma série de documentos que efetivamente comprovassem os maus tratos a animais propositadamente praticados na área que visitamos, pois uma das nossas preocupações é a de não deixar margem que ninguém, por mais desavisado ou inocente, venha acreditar que se trata de uma protetora de animais idealista e dedicada, e que, em virtude da falta de recursos e ajuda, não consegue manter o local em boas condições e não obtém êxito na manutenção de animais sadios. (….)

Há alguns dias fomos procurados no Gabinete do Vereador Aurélio Miguel por um advogado que nos apresentou uma série de fotos e documentos relativos a maus tratos de animais que estariam acontecendo num terreno na cidade de Embu-Guaçu. A denúncia era contra a Sra. Cezira Rodrigues Vieira, da ONG Paraíso dos Animais de São Francisco de Assis.

Verificamos, por intermédio da documentação, que o local foi e está interditado pela Zoonoses, pela Vigilância Sanitária e pelo Meio Ambiente da Cidade de Embu-Guaçu (relatório do Departamento de Meio Ambiente de Embu-Guaçu). Também verificamos que a Prefeitura alega, para tanto, contaminação do lençol freático em virtude do depósito de carcaças (segundo as autoridades mais de 1.500 corpos em verificação feita no ano passado), animais sem vacinação, sem tratamento, muito doentes, má alimentação e aglomeração.(relatório da Vigilância Sanitária da Cidade) (….)

Conseguimos falar por telefone com o ex-caseiro. Ele foi embora há algumas semanas após registrar um Boletim de Ocorrência pois, segundo ele, teria sido ameaçado pela tal Sra. Cezira. Na conversa ele nos relatou que os animais que estão com boa aparência são aqueles que são levados para lá sempre nos últimos dias, e que os animais vão adoecendo, morrendo, os corpos são jogados fora, e outros animais sadios vão sendo trazidos semanalmente.

Esgotadas as primeiras tentativas de solução, fomos ao local a situação constatada é muito triste e revoltante.

Os animais bebem água suja.

Cerca de 100 cães e alguns gatos estão amontoados em áreas cercadas, muito sujas e com ração misturada com dejetos.

Há muitos animais doentes e em péssimo estado.

Há um touro que vive num cercado. Recebemos a informação que ele foi levado para lá ainda muito novo, e isto faz sentido pois não há como um animal daquele porte ser colocado naquele retângulo, já que o terreno possui um acentuado declive. Este animal vive lá preso e isto, por si só, já seria suficientemente cruel. Quando descemos ao local, verificamos que o animal estava sem água.

Cachorro doente convivendo com outros sadios.

No chão, muita sujeira

Filmamos vários sacos de lixo amontoados no terreno. Neles constatamos muitos vermes e demasiado mal cheiro. (….)

Ao que consta a situação em 2006 era pior. A informação do ex-caseiro é a de que a proprietária tem procurado camuflar as aparências e se passar por protetora, já que várias denúncias tem sido formuladas.

Embu-Guaçu: Cezira Rodrigues Vieira foi conduzida pela Polícia à Delegacia
17/02/2007

Na tarde deste Sábado (17/02) integrantes da Guarda Civil de Embu-Guaçu encontraram Cezira Rodrigues Vieira e seu marido Silas Campanella nas dependências do “Abrigo” de Embu-Guaçu. A primeira informação que temos é a de que alguns corpos de animais estavam sendo retirados e isto, no meu entender, é retirada de provas. Como sabemos, o local está interditado judicialmente e liminar proíbe a presença dos diretores do “Paraíso” dos Animais de São Francisco de Assis no “Abrigo”. Ao saber do ocorrido, a Delegada de Polícia plantonista de Embu-Guaçu, Dra. Gina, foi ao “abrigo”, constatou os fatos e conduziu Dona Cezira e seu marido à Delegacia onde, suponho, neste momento ela deve estar sendo ouvida. Dona Cezira precisa e vai entender que ela não está acima da lei. Aliás, ninguém está.

Mais um relato de outra pessoa que se dispôs a ajudar essa senhora:

Por mais de um ano levei o abrigo dela nas costas.
Eu não podia estar efetivamente no abrigo, pq trabalho, mas sempre que precisava, socorria os animais, levava aos vets, fazia campanhas, fiz de tudo pra tentar melhorar a vida daqueles animais, mesmo sendo alertada por protetoras serias e antigas na proteção, eu na minha ingenuidade achei que poderia modificar a pessoa em questão.

Grande engano, me usava, me extorquia, fazia chantagem emocional, e eu uma perfeita idiota sempre acreditei, até no dia que descobri que um cachorro que ela havia dito ter morrido, pra não entregar pro adotante (não havia morrido de verdade) ofereci fazer exumação, tudo possível, junto com a vet, foi ai que comecei a pegar as mentiras.

– Quando ela me falava que amarraram cães era mentira- ela pegava e não eram abandonados como ela dizia.
– Enquanto eu sustentava o abrigo, ela comprava, maquinas digitais, computador, e carro, que embora fossem velhos, de qualquer maneira eram coisas que poderiam ter sido revertido em ração para os animais, mas tinha a trouxa aqui pra bancar né.
– Quando eu arrumava adotantes- ela inventava desculpa , ligava pras pessoas e melava a adoção.
– Recolheu uma mamãe rott com filhotes, e eu consegui dono pra todos eles, porem como estava já saindo de lá aos poucos, ela ficou com todos os filhotes e nunca entregou para os adotantes.
– Ainda mentiu e usou diversos nomes falsos e perfis, para mandar msg para amigos da minha página e para mim, se fazendo passar por outra pessoa.

Bom isso é só algumas das coisas que ela aprontou.
Agora ela virou santa????????? Esta preocupada com 35 animais????????
Lamentável.

ANDREA SOFIA

Espero que os textos aqui apresentados ajudem as pessoas que, como eu,  não conhecem nenhuma das partes envolvidas, possam entender o que está ocorrendo. Afim de que a população tenha informação. E para quem não sabe um blog é um espaço onde o autor escreve e pode optar por aceitar comentários de outras pessoas. Não me responsabilizo por nada que estiver escrito no campo de comentários. E IREI APAGAR qualquer comentário que julgar que devo.

Este é um blog autoral. Que fala sobre várias coisas. Faço uso de uma linguagem que pode ofender algumas pessoas, caso você se horrorize com palavras de baixo calão por favor não leia o restante do blog!

UPDATE

Sim eu prometi que iria até a chacará e não fui. Por vários motivos:

– um deles é o fato de que a chacará fica em difícil acesso.
– por tudo que eu já ouvi a respeito da Denise Telles e Cezira Vieira não tenho porque acreditar nelas. Ainda mais depois de:
+   ver as reportagens acima citadas
+   elas virem aqui e me acusarem de ser outra pessoa
+  dizerem que os animais estão sendo atacados por morcegos, sendo que não há morcegos hematófagos naquela região

Por tudo isso não vejo porque preciso comprovar que elas estão mentindo.

Quero muito conhecer a Chacará dos Meus Amores bem como outros abrigos, mas agora preciso tocar meus projetos (tanto pessoais quanto o site em pró dos animais) e não vou desviar meu caminho por conta dessas duas mexiriqueiras!

E da mesma forma que ela bloqueou scraps e apagou comentários eu farei o mesmo!

Quanto mais conheço os humanos mais amo os animais!

UPDATE JULHO DE 2009

Dona Denise Telles ataca novamente dessa vez leva a equipe do SP Record a filmar uma suposta denuncia contra a Chacará dos Meus Amores, não vou publicar o endereço do vídeo por um simples motivo, ele não foi filmado na Chacará dos Meus Amores e sim num local pertencente a 300 Anjos – 300 Corações (que deveria começar a apresentar prestações de conta por sinal, pra comprovar que a precariedade tem justificativa)

Dona Denise Telles deve ter enlouquecido de vez, pois dessa vez vai acabar sendo processada pela Rede Record (que por sinal não retornou nenhum dos meus emails, nem eles nem a assessoria do Percival de Souza… estranho né?)

Mudei de idéia aqui está o link, quem não deve não teme e não faz como essa senhora que começou essa história com o nome de Família Boris e tem seu orkut trancado para o envio de recados.

Veja abaixo fotos retiradas do vídeo (que por sinal tem uma péssima imagem) que comprovam a mentira:

Portão que dona Denise Telles atribui a Chacará dos Meus Amores no site que ela montou contra o local:

portaodenise

O mesmo portão sendo filmado pela Record:portaovideo

Até aí nada consta, só que na continuação do vídeo vemos um funcionário indo das entrevista e no site do 300 Anjos tem uma foto do mesmo rapaz segurnado um cachorro. (Update básico) Agora as duas estão afirmando que os dois locais 300 Anjos e Chacará Meus Amores, pertencem a mesma pessoa, a pergunta que fica é: Porque só após a farsa do vídeo ser comprovada é que isso foi mencionado? Sendo que o assunto vem sendo esperniado por essas duas desde fevereiro (estamos em Julho) e o 300 Anjos é mais conhecido que a Chacará?

funcionario

Dona Denise Telles, já que a senhora quer trazer credibilidade para o protetorado (credibilidade essa que você foi uma das que jogou na lama) porque não começa dando nomes aos bois de forma correta?

A sua luta é em pró dos animais ou contra seus inimigos pessoais?

Read Full Post »

Oh Luta Difícil!

Pra quem não sabe um dos meus projetos é montar um site em prol dos animais contendo locais de castração solidária ( cujo valor só custeia o material) e doação de animais.

É um projeto ambicioso, pois eu não quero colocar apenas endereços de São Paulo. Quero colocar do país inteiro. Cidades grandes e pequenas. Pretendo pesquisar junto as prefeituras de todo o país (são ‘apenas’ umas 5.5000). Claro que é algo que não vai acontecer do dia pra noite, e infelizmente por conta dos meus inúmeros problemas já tive que engavetar o projeto muitas vezes…

Como estou procurando fazer a coisa certa, fazer algo maior. Estou indo atrás da opinião de todos, veterinários que apóiam a causa, crmv, com ONG’s, com abrigos, com criadores, com políticos e advogados.

Cada um tem seu ponto de vista, cada um me abre um precedente pra que eu faça algo mais abrangente e correto possível. A grande maioria fala suas opiniões e dá suas sugestões mas quando vou conversar com veterinários que são contra sou agredida, ironizada, não são apresentados argumentos lógicos (apenas optativos) e quando aparece algo é erróneo (quem quiser ler alguns dos comentários basta clicar aqui) E por mais que eu tente, manter um dialogo fica algo impossível.

Resumindo pra eles pobre não pode ter animais e se o governo e as ongs (que segundo eles são todas safadas) não fizerem nada ninguém pode fazer. Não é só algo do tipo, “eu nao faço” é algo do tipo “quem faz desonra e desvaloriza a classe veterinária, prática a concorrencia desleal e só quer se auto promover”. E ainda afirmam categoricamente que é anti-ético, sendo que eu li o código de ética e lá está bem claro:

Art. 21. Ao médico veterinário não é permitida a prestação de serviços gratuitos ou por preços abaixo dos usualmente praticados, exceto em caso de pesquisa, ensino ou de utilidade pública.

Como tento ser uma pessoa justa e seguir meus princípios não vou generalizar e achar que todos os veterinários que não praticam a castração solidária pensam como eles… mas sinceramente fica uma mágoa… acredito (de verdade) que a caridade vem do coração e que ninguém é obrigado a realiza-la, todos tem o direito de decidir se querer ser solidário e como irão ajudar. E não cabe a mim julgar essas pessoas mesmo porque eu não posso ter certeza se ela ajuda ou não, e se não se o faz por não poder ou não querer. E mesmo que ela não queira, é um direito dela não querer.

Acredito sim, que infelizmente devem haver algumas ong’s que são usadas para meios de enriquecimento fácil, não duvido que alguns veterinários pratiquem a castração solidária apenas para fazerem propaganda e sei que tem muita gente que tem condições de pagar pelo serviço de castração que leva os animais em locais que são destinados (ao menos em tese) para pessoas de baixa renda. Sobre os ccz’s, políticos e as PL paradas ou as leis que ‘não pegam’ nem vou falar nada…

Mas fico muito triste em ver essas coisas… só na cidade de São paulo (eu disse cidade não estado) são 100 mil animais de ruas, imagine se todas as pessoas pobres tiverem que abandonar seus animais?

Compreendo e respeito a decisão deles de não quererem participar. O que me mágoa é vê-los nos acusando de fazer caridade com o chapéu dos outros, se comparando a prostitutas e afirmando que estão todos errados menos eles!

Gostaria de poder conversa, de poder discutir qual é o mínimo, até para que eu mesma não apóie veterinários que não estão agindo de acordo com as normas. Mas nossa! Desisto!

Nunca mais discuto com esse tipo de gente!!!!

Ao menos, vi nessa discussão que seria injusto divulgar apenas as clínicas que praticam a castração solidária. Ainda tenho muito o que fazer, ainda tnho muito que me informar, mas o site estará aberto para qualquer veterinário que faça a castração, a preço popular ou não, só irei separar um do outro.

Pra fechar um dialogo que tive com o Ricardo (meu melhor amigo):

Ri: eles são apenas comerciantes. se não dá lucro não interessa…
Eu: sim nao interessa pra eles, mas pq eles tem que condenar querm faz?
Ri: pq se alguém faz de graça, quem vai pagar?
Eu: eles nao conseguem entender que se nao for a preço baixo a pessoa simplesmente não irá fazer
Ri: dai sacrifica-se todos (como se fosse mais barato)
Depois eles dizem que são chamados injustamente de mercenários… como não pensar assim? Como não se magoar com o fato deles afirmarem que se nem uma ong nem o governo arcarem com os honorários e demais despesas um veterinário não pode realizar a castração (e foda-se quantos animais de pessoas pobres e de rua existam).
Quero deixar meu carinho ao Kadu e ao Domingos, os únicos que me trataram com respeito e souberam dialogar.

Read Full Post »

Olá Pessoas!

Todo o mês de Agosto a Prefeitura de São Paulo faz a campanha de vacinação contra a raiva 2008. Geralmente eu passo para ao meus amigos o link do site da prefeitura, mas dado a dificuldade que eu tive de achar resolvi postar aqui as datas e locais da vacinação anti-rábica (raiva) no município de São Paulo.

Não deixe de vacinar seus cães e gatos!!!! E por favor seja um cidadão consciente se o seu animal é bravo ou grande porte bote focinheira e eleve os gatos bravos um por vez dentro de caixas de transporte apropriadas! É o melhor pra você, para o seu animal e para os funcionários e demais pessoas e animais que estarão no local. É comum ter fila pra vacinar. Geralmente a vacinação acontece no mesmo local onde foi nos anos anteriores de um “buscar” pelo nome da rua onde foi anteriormente ou do bairro para achar o sua data.

A campanha acontece entre 11 e 24 de agosto das 9h às 17h. Mas procure chegar mais cedo!!!

O serviço é gratuito e a meta deste ano é vacinar mais de 1 milhão de animais. Para receber a vacina cães e gatos devem ter, no mínimo, três meses de vida e não podem apresentar sinais de doença ou estarem se recuperando de acidentes ou cirurgias. Até mesmo as fêmeas em período de gestação, no cio ou em fase de amamentação podem ser imunizadas.

Leve seus cartões de vacinação!!!!


Acabou a campanha. Ano que vêm pretendo fazer o mesmo 😉

Para quem não conseguiu vacinar todo veterinário tem a vacina anti rábica e não é tão cara assim, muitos dão desconto se forem vários animais, consulte o seu veterinário.

Se você não puder arcar com esta despesa tem os postos fixos da prefeitura ligue e se informe:

Relação dos postos fixos de vacinação:

CCZ – Centro de Controle de Zoonoses
R. Santa Eulália, 86 – Carandiru
Tel: 2224–5500
2ª à 6ª feira das 9h às 17h, sábados das 9h às 15h

SUVIS Cidade Ademar / Santo Amaro
Rua Maria Cuofono Salsano, 185 – Jardim Santo Antonino
Tel: 5677-6820
2ª à 6ª feira, das 9h às 17h

SUVIS Guaianases
Rua Hipólito de Camargo, 180 – Guaianases
Tel: 2553-2833
2ª à 6ª feira, das 9h às 17h

SUVIS Pirituba / Perus
Rua Sales Gomes, 130 – Perus
Tel: 3917-5643
2ª à 6ª feira, das 9h às 17h

SUVIS Aricanduva / Moóca
Rua dos Trilhos, 869 – Moóca
Tel: 2692-0644
2ª à 6ª feira, das 9h às 17h

Informações: Centro de Controle de Zoonoses; 2224-5500

Read Full Post »

Porque castrar é a solução?

Para aqueles que caírem aqui através do Google. Oi, tudo bem! Me chame de Ana Cranes, sou gateira e militante em pró dos animais domésticos.

Talvez você já tenha ouvido falar sobre o problema da superpopulação animal. Se não, com certeza já deve ter visto animais sem dono vagando por aí…. Você pode não saber mas isso é um grave problema. Eu acredito que a solução para esse problema só pode vir através da castração em massa. E cansada de ouvir argumentos absurdos contra estou reunindo as minhas respostas nesse texto. Pode copiar e colar a vontade! Mas por favor ponha mantenha o meu contato no final! 🙂

Castrar ou não castrar eis a questão!

O que é castrar? Segundo o dicionário “Cortar ou inutilizar os órgãos reprodutores”, pra quem ainda não sabe, vagina e pênis não são órgãos reprodutores, são apenas “ferramentas usadas para a reprodução” (de certa forma é lógico). Órgão reprodutor é testículo, útero, trompas, etc. Portanto que fique bem claro. Ninguém vai arrancar o pinto de ninguém!

Existem duas formas mais praticadas hoje em dia em cães e gatos. A retirada total dos órgãos e a laqueadura/vasectomia. Cada uma tem suas características e vantagens. Seus defensores e opositores. Mas isso é tema pra outro texto. O que importa é que são operações definitivas que impedem os animais de terem crias.

Você pode optar por não castrar o seu bicho, mas tenha em mente que os anticoncepcionais podem ocasionar câncer nas fêmeas com o passar do tempo. E trancar os bichos pode ocasionar gravidez psicológica nas fêmeas (que também leva ao câncer) e distúrbios psicológicos nos machos.

Você pode até deixar seu animal procriar. Contanto que você se responsabilize pelo bem estar dos filhotes. Mas pense com carinho. No Brasil temos 20 milhões de cães e 10 milhões de gatos. 30 milhões divididos por 190 milhões de pessoas dá mais ou menos 1 por família, mas a maioria das famílias preferem não ter animais. E esses animais sem lar vão parar nas ruas e abrigos. Só na cidade de São Paulo são cerca de 100 mil animais sem dono (sem contar os que estão em abrigo). Imagine no país todo? Será que precisamos de mais?

Castrar é um ato de amor e cidadania. Estamos numa época onde não é mais possível virarmos as costas pra tudo achando que “não é problema nosso”. Ninguém está forçando as pessoas a castrarem seus animais. Estamos apenas conscientizando do que se não houver logo um controle da superpopulação animal muito em breve o problema chegará num ponto que alguns irão cogitar no extermínios de alguns milhões de animais. Nós enquanto cidadãos temos que evitar que isso ocorra. Assumindo nossas responsabilidades.

“Bicho é Bicho! Sente sede, fome e frio” e na realidade isso é só o básico.

E lembre-se, estamos falando de 30 milhões de animais e não apenas do seu!

Se castrar não é a solução qual é a solução então?

Primeira e mais importante questão. Vamos nos ater apenas a cães e gatos e ao nosso país. Há muito mais animais nas ruas do que lares dispostos a adotarem esses animais. Vivemos num estado de super população animal. Isso é algo inquestionável ponto.

Segunda questão. As conseqüências dessa super população são os animais que vivem nas ruas, semi domiciliados, super lotando abrigos e fazendo fila na eutanásia dos CCZ’s. Os animais de rua estão expostos há muito mais que fome e frio, também sofrem com doenças maus tratos e acidentes de trânsito.

Terceira questão. Por conta das doenças e dos acidentes de trânsito os animais de rua deixam de ser apenas um problema ético ou “dos amantes dos animais” pra se tornarem um problema de saúde pública.

Então em primeiro lugar eu não vou deixar uma resposta e sim uma pergunta:

Se castrar não é a solução qual é a solução então? Não entendo como alguém pode querer discutir algo sem ter essa resposta! Mas como tem louco pra tudo lá vamos nós….

“Não quero que meu cachorro/gato deixe de ser macho”

Uma das mais repetidas desculpas que dão. Não passa de homofobia e grande desconhecimento da sexualidade animal.

Existe relação entre animais do mesmo sexo e isso independe do fato do animal ser ou não castrado. Os animais apresentam comportamento diferente entre si. Não é porque o cachorro do seu vizinho ou do seu primo age de certa maneira que o seu irá agir igual. Alguns animais gostam do prazer do sexo e obtém ele como puder, seja com o cobertor, com as pernas das pessoas, sozinho ou com outro animal seja do mesmo sexo ou não. Eles não tem noção de heterossexualidade ou homossexualidade. E sim do prazer. Mas isso é uma minoria, a maioria dos animais não encaram o sexo como um prazer e sim como um ato de procriação.

Seja por prazer seja por procriação fica a questão. Devemos permitir que os animais se reproduzam num mundo já super lotado de animais? Lembrando que, mesmo havendo uma diminuição da libido a castração não impede que o animal tenha vida sexual ativa, dependendo do processo, sequer diminuí a libido. Apesar de que o melhor é que o animal não tenha um desejo sexual alto. Para não ter no futuro problemas psicológicos e comportamentais.

“Não quero mutilar meu animal”

Eu gostaria de colocar que quando digo castração não estou afirmando contra nem a favor a retirada dos órgãos reprodutores. Estou falando sobre impedir através de cirurgia a reprodução de forma definitiva. Nas operações de campanha (gratuita ou a preço popular) O procedimento é a retirada dos órgãos por este ser economicamente mais viável a se aplicar numa grande quantidade de animais. E neste caso o que prevalece são os números totais de animais assistidos. Se você tem condições de levar o seu animal num veterinário que pratique métodos menos evasivos, faça isso então.

Uma cirurgia implica sim num corte, mas será que mesmo a retirada dos órgãos pode ser chamada de mutilação? Já que em nosso país temos a palavra mutilado ligada a perda de um membro (braço/perna)? Como toda e qualquer intervenção cirúrgica a castração tem um risco. Mas este risco é muito baixo. E comparando os prós e os contras da questão como um todo, você verá que vale muito a pena.

“Já existe a carrocinha pra cuidar disso”

Você sabe como funciona a carrocinha? CCZ é a sigla de Centro de Controle de Zoonoses. Zoonoses são doenças transmitidas de animais pra homens e de homens para animais. Os CCZ cuidam de cães, gatos, ratos, morcegos, pombos, baratas, cavalos, etc, etc e etc….. não é um orgão que trata de cães e gatos e sim de controle de doenças. Mesmo assim devido a pressão da população muitas unidades do país adotaram novos meios de controle populacional de cães e gatos.

Mas na maioria o procedimento é o seguinte: eles recolhem animais errantes, levam pra unidade, se o dono não aparecer em um período determinado o animal é eutanaziado. Em outras palavras. Um cachorro recolhido pela carrocinha é morto em 2 ou 3 dias caso seu dono nem ninguém for lá retira-lo. Assim que eu tiver o número oficial de animais mortos coloco aqui. Mas vale dizer. Em hipótese nenhuma ligue no CCZ para xingar os funcionário. Isso atrapalha muito quem tem um trabalho sério!!!! Se você quer ajudar entre em contato no centraldosbichos@yahoo.com.br que lhe direi como pode fazer.

“Sou contra a castração. Só aprovo a esterilização”

Ãhn? Castração e esterilização são palavras que descrevem situações parecidas, ambas podem ser aplicadas ao ato da não procriação. Mas nenhuma das duas está ligada especificamente a nenhum dos procedimentos. Os nomes dos procedimentos são: orquiectomia = retirada dos testículos; ovariossalpingohisterectomia = retirada dos ovários, das trompas de Falópio e do útero; vasectomia = ligação dos canais do testículos e laqueadura = ligação das trompas.

Mas então qual palavra devemos usar? Olha, eu acredito que a população, independente do grau de instrução precisa ser conscientizada sobre a necessidade urgentíssima de impedir que seus animais domésticos se reproduzam aumentando assim um quadro já bastante grave. Mas para findar o dilema entre castrar e esterilizar farei uma pesquisa de campo. Em breve colocarei o resultado.

“Prefiro usar outro método para evitar a cria”

Eu não recomendo. Tirando as cirurgias não há opções muito viáveis mesmo entre os animais com donos. Os anticoncepcionais podem prejudicar a saúde das fêmeas. Além delas não terem um cio preciso para facilitar seu uso. Impedir a relação sem impedir o cio pode ocasionar gravidez psicológica. O que com o tempo levará ao câncer. Trancar o animal pura e simplesmente também não é uma boa opção. Uma fêmea no cio e um macho sentindo o cheiro dela pode acarretar em frustrações intensas que no futuro resultem nos problemas psicológicos e comportamentais já citados.

Além de ser um método caro é inviável pra ser aplicado em massa. Mas se você preferir mesmo, ao menos faça com o acompanhamento de um veterinário. E mantenha os exames e consultas de rotina em dia!

“Nós não temos o direito de fazer essa escolha pelo animal. Não podemos impedir que os animais sigam seus instintos primitivos”

Nós já usurpamos do direito de escolha desses animais ao retira-los da natureza à milhares de anos atrás. Certo ou errado essa retirada, o fato é que por questões éticas, humanistas e sanitárias, nós temos a obrigação de manter um controle da população animal doméstica. Infelizmente, por ser um problema de proporções enormes, muitas vezes temos que agir de maneira mais racional do que emocional. Não devemos olhar a questão de forma poética pois a realidade não é poética.

Cães e Gatos não tem conceito de família. Não devemos embutir aos animais valores nossos. O apego das fêmeas as suas crias existe apenas enquanto eles são filhotes. Depois que crescem os laços só se mantêm se houver convivência. E se torna uma relação de amizade e companheirismo e não de família. Então não cabe argumentar sobre planejamento familiar se não existe o conceito de família. Algumas pessoas acreditam que até mesmo por questões psicológicas vale a pena deixar a fêmea ter uma cria. Primeiro: consulte o veterinário pra saber se realmente vale a pena. Segundo: só faça isso se você tiver MESMO pra quem doar os animais. Lembrando que apesar da média das primeiras crias ser de 2 ou 3 filhotes esse número pode chegar a 6 ou mais.

Cães e Gatos não são mais animais selvagens. A seleção natural dos animais não é feita apenas pela busca do alimento e abrigo. É também pelos predadores, entre outras minuciosas engrenagens que formam o equilíbrio natural. Querer comparar a vida selvagem com o que ocorre nas grandes cidades é um sinal de teimosia, intransigência e falta de argumentação plausível. Ou então uma ignorância profunda.

Assista alguns documentários sobre a vida selvagem e compare com a vida que levamos, pra ver se há cabimento em achar que devemos deixar os animais seguirem seu curso natural. A vida selvagem é cruel. Os animais fazem parte da cadeia alimentar, um come o outro e a carcaça fica ao relento servindo a urubus, hienas e adubo para o solo. Nós não temos hienas nas cidades, mas fico imaginando urubus e ratos habitando as praças brasileiras. E como a maioria dos solos das grandes cidades é pavimentado, não sei pra que serviria tal adubo… isso sem falar do cheiro e da própria degradação da cena. Na verdade não precisa imaginar. Convido as pessoas que pensam que não devemos intervir no ciclo natural a darem um passeio a pé nas margens de uma grande rodovia. Aos paulistas a via Dutra é uma excelente opção! Ao menos um cadáver a cada 10m. Eu garanto!

“Castrar é mera conveniência humana”

Na verdade não é “mera conveniência” como já foi colocado a super população não é só uma questão dos animais ou dos amantes dos animais. O abandono e a falta de cuidado fazem com que eles tenham doenças que podem acabar por serem transmitidas as pessoas. A sarna, as pulgas, os carrapatos, os vermes… além da leishmaniose, toxoplasmose e raiva que são muito mais graves. E apesar de, na maioria dos casos os cães serem atropelados e os motoristas continuarem andando. A pessoas que seja por susto ou por compaixão (que Deus sempre ilumine essas pessoas) desviam, param, etc. O que infelizmente pode ocasionar um acidente mais grave. Fora os cadáveres a decompor…

Ignorar esses fatos é como a própria palavra sugere, uma ignorância.

Pensando de forma apenas racional poderíamos dizer que a solução é o extermínio dos animais. ERRADO! Além de desumano a eutanásia não resolverá esse problema. Isso já foi provado cientificamente e na prática. Pois há muitos anos as CZZ vêem matando e não a um fim neste problema.

E sendo muito sincera. Se você não se comove com um animal sendo comido vivo por sarnas e bicheiras. Se contorcendo de dor após ter suas patas quebradas num atropelamento. Passando fome, frio e porque não carência afetiva…. Se você não se importa com nada disso. Por favor, fique muito longe de mim! E se possível de qualquer outro ser vivo!

“Num país com tantos problemas é certo gastar com animais”

Isso é algo que pode ser discutido. Claro que a questão animal não é prioridade. E claro que o Brasil tão infinitos problemas. Mas não devemos fechar os olhos para o lazer, a cultura, o trânsito ou os animais, porque tem muita criança nas ruas. Quem milita na causa animal ouve muito isso: “com tanta criança na rua vocês se preocupam com cachorros?” Como se o fato de você ajudar os animais significasse (ou impedisse) que você tenha empenho em outras áreas sociais. O brasileiro precisa parar com esse pensamento limitado e passar a ver que a qualidade de vida vai muito além de pão e circo. E parar com esses pré-conceitos de achar que uma pessoa que trabalha com animal não se importa com “crianças“. Preconceito nunca foi nem nunca vai ser um pensamento evolutivo, muito pelo contrário.

Esse próprio conceito “com tanta criança na rua” é um conceito demagogo e hipócrita. Pois no Brasil infelizmente, temos muito mais que crianças nas ruas. O sufixo carente não cabe apenas nas crianças. Temos velhos, temos doentes, temos muito a fazer nesse país. E eu não compreendo porque tem pessoas que preferem ficar sentadas criticando quem faz algo, se elas mesmas não fazem nada! Ninguém é obrigado a ajudar animais ou crianças. Então antes de julgar o trabalho alheio lembre-se disso! Cada um faz o que pode e o que lhe é mais conveniente. Pois todos temos nossas vidas e porque não nossas paixões.

Voltando a falar sobre uso do dinheiro público na questão animal. Além de tudo que já foi colocado. Vale falar que o que pedimos é que as verbas destinadas ao extermínio sejam remanejadas para algo que irá dar uma solução real e humana que é a castração. Já existe um grande gasto do dinheiro público para manter e administrar as carrocinhas. Além do que, é comum em campanhas a união de forças do governo, ongs, simpatizantes, universidades e profissionais da área. O valor pago aos veterinários é baixo e alguns trabalham como voluntários.

Felizmente muitos CCZ (a popular carrocinha) estão adotando a castração, por todo país. Aguarde a relação de quais evoluíram.

“Campanhas de castração denigrem o profissional veterinário”

Desculpem a franqueza. Mas isso é argumento de veterinário de orkut que não tem noção da vida real! A grande maioria dos que levam seus animais pra castrar em locais de campanha são pessoas que não o fariam de outra maneira. É claro que falta muita informação do porque da diferença de preços. Isso é algo que precisa ser corrigido. De modo geral essa área (como em muitas outras no país) carece de informação direcionada a população. Mas não é certo usar um argumento tão mesquinho e irreal pra tentar convencer a população e governo contra as campanhas e a castração em si. Resumindo muito a diferença de um procedimento de campanha à um procedimento feito numa boa clínica podemos citar os exames pré-operatórios. E a assistência individual dispensada. Da mesma forma que nós seres humanos é bom fazer um check up pra ver se tudo está bem. E como o profissional que está atendendo está sendo bem pago ele vai ter mais tempo e disposição pra isso, afinal ele está trabalhando. Se você tem condições de pagar um bom profissional, deve fazer por ele ao invés por um de campanha. Assim você estará dando uma assistência bem mais adequada ao seu animal e liberando uma vaga pra ser usada por um animal carente (seja de rua, de abrigo ou de pessoas pobres). Vale também citar o que já ouvi muito veterinários dizer: eles tem suas contas a pagar! É no mínimo um desrespeito se recusar a pagar uma consulta, achando que eles tem a obrigação de te atender, por amor aos animais, sendo que você vai usar esse dinheiro pra comprar uma roupa de marca ou ir pra balada no fds!

Nem todo mundo faz, seja por condições financeiras, desconhecimento ou egoísmo, mas o certo é estar levando seu animal ao veterinário pelo menos uma vez ao ano, pra vacinar e consultar (não existe dar uma olhadinha), fora algum outro problema em que seja necessário levar o bichinho. Seu bichinho precisa de muito mais do que banho e tosa, não se esqueça disso! Seu veterinário e seu amigo agradecem!

E na outra ponta da história…. deixar animais com ou sem dono sofrendo apenas por uma questão de classe também é um ato desumano e egoísta. Veterinário paga contas. Nós sabemos. Mas nós também pagamos! Trabalho voluntário é como o nome diz, voluntário. Você não é obrigado a fazer, mas não venha criticar quem faz!

“Castração não é bom para o animal é invenção de veterinário pra ganhar dinheiro”

É gozado ver que cada um vê a coisa distorcida segundo o seu ângulo. Os veterinários talvez ganhariam mais tendo diversos partos a fazer do que castrando. Um número grande deles faz preço de campanha. Uma castração de gato macho tem um custo em torno de R$30 a maioria dos que fazem castração a preço popular cobra R$50 o que dá R$20 pra ele por uma hora de trabalho. Se ele fizer 3 castrações por dia terá um “lucro” de R$1.320,00 num mês. Você acha isso um bom retorno pra quem estudou duro? Isso é ignorando que existe o aluguel da clínica, o salário da ajudante, a conta de telefone-água-luz….

“Se castrarmos todos os cães e gatos eles irão entrar em extinção”

Pode parecer incrível, mas eu já li tal afirmação. Acho que elas não conseguem fazer a conta do que representam 30 milhões de animais. A extinção é impossível. Primeiro porque é impossível castrar todos os animais. Nem todos os donos aceitariam, principalmente os que são criadores e lucram com os filhotes. Segundo porque mesmo que tentassem recolher todos os animais errantes pra operar sempre terá algum que vai escapar. Além do que (infelizmente) superpopulação animal não é um problema exclusivo do Brasil.

“Algumas raças irão entrar em extinção”

Pra começo de conversa. Quem se importa com pedigree mais do que com o bem estar dos animais é porque tem amor pelo status que um cachorro de R$3.000 dá, alguém assim não tem moral pra estar criticando. E alguém acredita mesmo que algo que dá um retorno desses vai deixar de existir? Queria eu que o comércio fosse proibido e findasse essa pouca vergonha de tratar cachorro como um objeto de desejo. E pra finalizar as campanhas de castração são para animais de rua, semi domiciliados e os de pessoas de baixa renda. Portanto ACORDEM! O que ocorre com os animais de raça são outros 500, as pessoas compram por empolgação, por moda, por status e quando o bicho passa a dar muito gasto, fica velho ou mesmo porque “passou a moda” neguinho se livra deles como quem joga um estorvo fora. Ou alguém já viu filhote de cachorro de raça na rua? Eu só vejo adulto. Infelizmente talvez no Brasil seja mesmo necessário castrar os animais de raça por decreto pra evitar que pessoas inconseqüentes pratiquem esse comércio sem ao menos ter um controle de pra quem vendeu e sobre a saúde dos pais. É cada coisa que a gente descobre sobre cães de raça….

“O Bicho castrado tornasse apático e imprestável”

Pra começo de conversa desde quando é correto bicho de estimação teria que ter algum préstimo? Cães de guarda? A maioria que mantém são empresas e o cachorro não é de ninguém. É tratado como mero objeto e não é incomum que fiquem em locais inadequados durante o dia…. não tenho como apoiar o uso de cães de guarda a não ser pela polícia que tem um controle bem mais rígido do que essas empresas que tem por aí.

Castrar deixa o animal mais calmo? Geralmente sim, mas eles não deixam de brincar. Apenas se tornam menos agressivos não disputam mais território nem ficam marcando o mesmo com xixi, s eu acho que isso é um benefício e não um malefício. Mais dócil não é sinônimo de apático.

“Se diminuir o número de gatos irá aumentar o de ratos”

Não sabia que estávamos na Idade Média! Não entendo como há pessoas com um pensamento tão… inominável. Há muito tempo que não há uma relação direta entre ratos e gatos. A vida urbana trouxe uma maior oferta de alimento aos gatos. Fazendo com que eles perdessem o interesse pelos ratos. A maioria dos gatos e cachorros que caçam ratos o fazem por diversão ou pela defesa do território. Além do mais existem outros métodos hoje em dia pra nos livrarmos dos ratos. Deixar os gatos passarem fome pra que comam ratos me faz lembrar daquele ditado: “trouxeram gatos para matar os ratos, daí ficaram com gatos demais, trouxeram cães para espantar os gatos, daí ficou com cães demais, trouxeram leões pra espantar os cães….”

“Façam campanhas de castração de gente ao invés de cachorro”

Puro blá-blá-blá de quem não faz nada pra melhorar as coisas e só fica criticando. Existe uma superpopulação humana? Claro e como. Mas pessoas tem conceitos de família. Nós fazemos planejamento familiar. Falta no Brasil campanhas educativas sobre Planejamento familiar e recursos para que os casais possam pratica-lo? Falta e muito. Mas isso serve de opção para pessoas que ficam sentadas sem fazer nada! Podem trabalhar com isso, dar palestras, criar cartilhas, fiscalizar postos de saúde. Eu só não participaria pois não posso. Mas se alguém se habilita ajudo na divulgação com todo prazer!

“Minha religião acredita que a castração é um ato incorreto”

Então é um direito seu não castrar o seus bichos e cuidar das suas crias, mas nada te dá o direito de querer impor a sua religião aos outros. É tão retrógrado e hipócrita quanto quererem proibir a distribuição de pílula e camisinha pelo SUS porque o uso disso não é permitido pelo Papa. E dá aquela vontade de dizer “vou levar na sua casa então pra você cuidar”

“Não é preciso castrar pois os animais de rua são felizes”

Isso merece mais imagens do que palavras. Mas me limitando as letras: passeie nas ruas em dias de chuva e frio; repare na quantidade de moléstias e parasitas eles tem na pele; olhe bem nos seus olhos….. você realmente acredita nisso?

E os abrigos? São soluções paliativa. Todos os abrigos funcionam com limite de lotação total ou até acima da sua capacidade, as pessoas que os mantêm fazem das tripas coração pra abastece-los com o mínimo. E o mínimo não é o ideal.

“Não é certo tirar um animal da rua, castrar e retorna-lo a rua”

Concordo, mas daí vira um ciclo vicioso. Não operamos os animais de rua pois é desumano retorna-lo as ruas e eles vão procriando e aumentando a população de animais de rua…. Esse é um dos poucos pontos que se torna um impasse na questão da castração.

Eu acredito que devemos concentrar forças nos animais semi domiciliados e da população carente. Pois há muito mais animais nas ruas que foram levados do que, que nasceram nas ruas. Existe sim muita discussão ética, financeira e prática em torno da castração em massa. Não podemos esquecer de maneira alguma que o objetivo é ter um resultado maior. É ilusório achar que o mundo é um paraíso e que nenhum animal castrado em campanha vai sofrer após a operação, seja por alguma seque-la pós operatória ou pelas adversidades da vida. O que não pode acontecer é ficar sentado discutindo o sexo dos anjos enquanto o problema grita nas ruas de todas as cidades do país.

“Continuo sendo contra”

Espero que Deus te ilumine a ponto de você entender o que escrevi. Se quiser, pode mandar seus argumentos, terei prazer em rebate-los. E leiam mais um pouquinho:

Totem Bulldogs

Salvem os Inocentes

Arca Brasil

Anjos Caninos

Beco Dos Gatos

Peludinhos Carentes

Mingau Digital

GAAMA

Autoria: Ana Cranes da Central do Bichos – centraldosbichos@yahoo.com.brhttp://www.centraldosbichos.com.br (em breve)

Ajude os animais dispondo de um pouco do seu tempo e esforço. Informações na comunidade do orkut ou pelo email

Read Full Post »

Older Posts »