Feeds:
Posts
Comentários

Archive for dezembro \07\UTC 2013

Ontem eu vi o vídeo posto no lugar do Tubby, pra ler a mensagem tem que habilitar a legenda em coreano:

Também saiu o relato do que seria a ideia, eu tenho algumas dúvidas, mas já que a bandeira da paz foi erguida, vamos fingir que acreditamos…. Link da postagem de um dos envolvidos link da explicação do Cid do Não Salvo.

Fiquei muito emocionada e feliz ao ver o vídeo e acreditar que ainda tem gente que luta pelo respeito mútuo. Na hora que eu vi o vídeo chorei de emoção, depois entrei na page do app, pedi desculpas por ter xingado os caras. Fiquei feliz, feliz mesmo. Mas ainda tem muita coisa pra ser falada…

“Você se expôs ao clicar pra descadastrar” – Sim me expus e falei pra várias amigas fazerem isso. No total foram 150 mil ‘tolas’. Foram tolas ou foram mulheres que estão cansadas de ouvir na rua coisas como “sua bucetuda te chupo todinha”. Foram 150 mil tolas ou foram 150 mil mulheres que estão cheias de terem medo de amigos, colegas de trabalho, parentes e conhecidos pois se elas forem estupradas por um deles sempre vai ter um filho da puta pra duvidar que foi estupro, afinal pro brasileiro estupro só existe quando o cara é feio, pobre e te abordou armado na rua, mesmo assim você ainda vai ser julgada por estar andando sozinha na rua e por estar usando uma roupa provocante. São 150 mil mulheres tolas ou 150 mil mulheres que querem gritar pro mundo:

QUERO TREPAR SEM SER JULGADA POR ISSO!!!! O CORPO É MEU E VOCÊ NÃO PODE ME PROIBIR DE QUERER SENTIR PRAZER E SER FELIZ!!!!

“Foi um tapa na cara das feministas” Oi? Porque tapa na cara? Os que pensam assim me respondam, se 23 mil homens foram lá curtir a page em questão de dias, isso não representa que é sim possível fazer uma site escroto desse? Se existe Testosterona e Orgulho de ser Hétero porque duvidar da possibilidade de um site que chama mulher de piranha por ser boa de cama? Na cara da imprensa foi sim um tapa muito bem dado, mas do feminismo? Infelizmente não duvidamos de mais nada, vivemos num país onde uma banda comete um estupro coletivo, onde vídeos íntimos são divulgados, onde é preciso ter uma lei sexista pra tentar diminuir o número de mortes por ex e atuais companheiros e mesmo assim sempre vai ter um babaca apontando o dedo e falando pra mulher “a culpa foi sua”.

Muitos podem falar “Feministas abriram um processo atoa”. Atoa? Por mais que algumas pessoas afirmassem que seria impossível abrir um app tão rápido, vai saber se os caras não tinham algo parecido? E outra com a imprensa sem questionar isso como eu que sou leiga em TI posso questionar? Melhor prevenir do que remediar. Pois ser taxada de puta e piranha acaba com a auto estima e sexualidade de muitas mulheres. Falo por experiência própria, passei minha adolescência sendo chamada de puta mesmo enquanto ainda era virgem. Fui humilhada e chorei, chorei muito por conta disso e demorei muitos anos pra conseguir ter um orgasmo, parte disso foi por não conhecer meu corpo, mas parte foi por me sentir culpada, foi por ter medo de ser novamente humilhada por ter prazer no sexo. Alias, mesmo com 37 anos e só saindo com caras da minha idade vira e mexe ouço coisas do tipo. É preciso ser muito macha pra ser mulher e bem resolvida, mas muitas noites eu choro escondida. Eu nem devia estar expondo um relato tão pessoal assim aqui e sei que até amigos meus vão ficar chocado com isso, mas se você acha que chamar uma mulher de vagabunda ou piranha não faz mal algum eu te provo que você está errado.

“Impediram um aplicativo que nem existia” – Você acha isso ruim? Eu acho ótimo!!! Serviu pra mostrar que quando se luta por algo é possível conquistar. Muitos manés falaram ‘a justiça brasileira não pode fazer nada, o site é gringo’. Vão estudar seus manés!!!! Sim a justiça brasileira não pode retirar do ar um site que não está hospedado no Brasil ou em país com ligação com o Brasil, mas se a PF descobrir ou quem abrir o processo provar quem é o responsável pelo site, o site pode até ficar no ar, mas você vai responder o processo do mesmo jeito.

“Feministas lutaram pra impedir o Tubby, mas não pra derrubar o Lulu.” essa vou dividir em 2 partes:

1º Brasileiro não cansa de reclamar? Passei anos da minha vida ouvindo “brasileiro não protesta por nada, por isso o país é essa merda.” Daí vem uma onda de protesto e nego reclama que causa trânsito, que é baderna, que é coisa de quem não tem o que fazer…
Ouço direto “essas feministas malucas estão protestando contra o comercial de cerveja, vão lavar louça”, “essas feministas malucas estão protestando contra o coitado do Rafinha Bastos só porque ele fez uma piada sobre mulher feia ser estuprada, são umas mal comidas”, “feminismo não trouxe nada de bom para as mulheres” (essa é rir pra não chorar)

PUTA QUE PARIU!!! Brasileiro parece se orgulhar de ser burro e hipócrita!!!! Nego tá falando que feministas não lutaram contra o Lulu, mas se elas fizessem isso iam ser taxadas de neuróticas, mal comidas, desocupadas e outras mil piadinhas machistas…

Fora que o povo que gosta de falar do que não sabe, nego não conhece nem a história do próprio país, quanto mais do mundo e vem querer falar sobre feminismo…

2º e mais importante. O que impede que um grupo de homens se reúnam e abram um processo coletivo contra o Lulu pedindo a retirada do mesmo? O feminismo luta sim pela igualdade, mas é tanta coisa que tem que combater, porque tem que olhar pra tudo? Se 23 mil homens foram lá curtir, comentar, dar risada sobre a possibilidade de falar o que uma mina faz na cama, porque eles não pegam essa energia e canalizam para uma luta ao invés de uma vingança que vai atacar pessoas que nada tem haver com o assunto? É tão difícil assim entender esse pensamento? Será que estou falando algo muito absurdo? Nem precisa serem os 23 mil, mas sei lá pega esse mote e foca pra outra coisa. Quem sabe não nasceria daí uma ong ou uma ideia produtiva. Algo que busque ver o lado dos homens em questões sociais. Coisas como lutar pelo fim da obrigatoriedade do serviço militar, por exemplo.

“Tem feminista que apoia o Lulu” – Olha se você não me conhece não sabe, soy darks, digo gótica. Tenho 20 anos de cena e vira e mexe trombo com muleque de 15 anos querendo discutir comigo que Evanescence é gótico. Então antes de falar ‘feministas fizeram falaram isso ou aquilo’ veja se a pessoa é realmente feminista. Mesmo buscando a igualdade o foco do feminismo é sim a mulher, mas se a pessoa tiver uma postura de ódio contra homem desconfie. E mesmo que a pessoa realmente seja feminista, será que ela representa um todo? Eu não apoiei o Lulu é já avisei vários amigos pra retirarem o perfil deles. Então não me venha com essa de ‘feministas apoiaram o Lulu’. Vi diversas feministas se colocando contra o Lulu (mesmo porque ele é machista caso você não tenha notado) Algumas falaram: “bem feito agora vocês podem saber um pouco como nos sentimos”, mas isso não significa que a pessoa apoie o app.

“A justiça foi mais rápida com o Tubby do que com o Lulu” – até onde eu saiba não tem nenhum processo coletivo contra o Lulu se baseando na Maria da Penha (preciso confirmar, mas creio que dá pra usar Maria da Penha contra o Lulu) e sim 1 processo individual por danos morais pedindo indenização. Então novamente, se os caras que estão revoltados contra o Lulu se juntarem e pagarem um advogado eles conseguem derrubar aquela merda. O simples fato de entrar com processo coletivo tem mais representatividade que entrar com processos individuais. Só que as pessoas preferem atacar o lado mais fraco do que enfrentar os verdadeiros culpados.

“Foi patético lutar contra algo que nem existia” – Quer me chamar de patética, neurótica ou afim? Foda-se! Prefiro ser chamada de patética a ter que ficar de braços cruzados vendo várias mulheres sendo humilhadas sem poder fazer nada por elas. E além disso o app pode ter sido uma trollada, mas as ideias postas na página do facebook eram bem reais, vindas de caras que sequer estavam protegidos pelo anonimato. E eu só não volto lá e dou trocentos prints, pois ler o que li ali tudo de novo vai me fazer muito mal.

Não tinha como adivinhar que o Tubby era mentira será que era memso? (ok dúvidas, fiquem quietas…) na dúvida eu acho que valeu a pena cada segundo que perdi combatendo o Tubby, mesmo que eu tenha perdido tempo, ficado nervosa e até chorado de ver o quanto escroto é o ser humano. A dificuldade do brasileiro tem em pensar por conta própria o impede de ver coisas simples. A luta não é contra o Lulu e ou o Tubby e sim contra esse pensamento escroto.

Mulheres tem o direito de gostarem de sexo e não devem ser chamadas de piranha por causa disso, nem mesmo por brincadeira. Dá mesma forma que homem nenhum tem a obrigação de sustentar a casa sozinho ou de ser podado de se emocionar. Chamar um cara sensível de bicha é algo machista (e homofóbico também).

O Lulu é literalmente o machismo praticado pelas mulheres. A objetificação de si própria, lá você é chamada de interesseira e um monte de guria ainda acha que tá abafando. Coitadas…. estão sendo chamadas de burras e sequer percebem…

Eu quero um mundo onde Lulu’s e Tubby sejam simplesmente ignorados pelas pessoas. Que eles sequer sejam pensados em fazer e se algum babaca e/ou aproveitador fizer que não tenha nenhuma repercussão, nem na internet nem na tv, não vejo tv, mas ouvi falar que o Lulu apareceu no jornal da Globo, da Globo? PQP para o mundo que eu quero descer!!!

E em respostas a todos babacas que eu tive a tolice de discutir com eles na page do Tubby. EU NÃO DEVO NADA SOBRE A MINHA SEXUALIDADE A NINGUÉM, MAS NEM POR ISSO VOU PERMITIR QUE ALGUÉM FALE SOBRE ELA SEM A MINHA PERMISSÃO. A minha sexualidade é minha, como a sua é sua. O que eu gosto, o que eu faço, o que eu deixo de fazer só interessa a mim e as pessoas que estejam comigo. Se eu expor algo no meu face, no meu ask ou num blog isso é problema meu e principalmente escolha minha. Não importa se eu me expor pra aparecer ou pra praticar o feminismo (tentando fazer as pessoas olharem com mais naturalidade o fato de uma mulher gostar de sexo). Recentemente tive problemas com meu ask e fui lá e retirei metade das coisas do ar. MINHA VIDA, MINHAS ESCOLHAS.

“Mas você poderia apenas retirar o seu perfil do Tubby”. Sim, eu sei disso, mas eu também escolhi não olhar apenas para meu rabo nessa vida e gosto de lutar contra coisas que eu acho absurdas. Infelizmente minha vida não permite fazer parte de nenhum grupo feminista que faça algo fora da internet. Nem feminista, nem proteção animal, nem nada… eu só posso lutar aqui da minha casa… mas é o que eu posso é o que farei. Escrevi um longo texto contra o Lulu, escrevi um longo texto contra o Tubby e nego que pega um ou outro comentário que leu meu no facebook se acha no direito de definir um conceito sobre minha pessoa. Quer que eu diga onde eu quero que você enfie sua opinião?

E só pra finalizar. Se eu gosto de chupar rola ou dar de 4 não significa que eu vá fazer isso com você. Seu babaca! Toda vez que pensar em ofender uma mulher lembre-se que sua mãe precisou trepar com seu pai pra que você pudesse existir. Você vai deixar de ama-la caso ela tenha feito isso com prazer? (isso não serve se você for fruto de inseminação artificial ou estupro (estupro não é sexo).

Update deixado propositalmente para no final: Estou aqui tentando fingir que acredito que o Tubby foi uma lição de moral desde o início, mas não sou boa em fingir. Ainda mais vendo um bando de babacas agindo feito o personagem do Simpson…

simpsons_nelson_haha

Ha Ha teu cu!!!!! Nego ainda fala que é neurose, teoria da conspiração. Afinal a pessoa é uma AMEBA e tem dificuldade em pensar, então pra ela o pensar deixa de ser uma qualidade e passa a ser um defeito. Você acredita em palavras? Eu acredito em atos! A mensagem do vídeo é linda e eu chorei e por algumas horas acreditei. Daí eu fiz um recapitula de como ocorreu o Tubby:

O Tubby surgiu com a mensagem “Você já ficou curioso pra saber se aquela sua amiga do facebook é uma piranha na cama?” Ok logo eles mudaram isso, mas era essa a mensagem original. Depois de uns dias eles pagaram um servidor melhor (afirmam que pagaram caro) e criaram um sistema de cadastro e descadastro onde ao se descadastrar as vezes aparecia a mensagem “Fulana arregou” e segundo eles foram 150 mil ‘arregonas’ em um período curto (máximo 48h) isso sem o site estar no ar, imagina quando estivesse. Junto a isso um coletivo feminista entrou na justiça e o juiz determinou multa de 10 mil por dia. Daí eles adiaram o suposto lançamento (ueh se era uma brincadeira não deviam estar com o vídeo pronto?) e eu fiz questão de entrar na page e falar “se o site entrar no ar eu abro processo por conta do piranha e do arregona independente de ter me descadastrado e ainda faço um tutorial ensinando outras mulheres a abrirem o processo” e sim os responsáveis leram e responderam.

Sério mesmo que você acredita que um grupo de moleques de 20 anos resolveram dar uma lição de moral na sociedade e fizeram isso agindo feito babacas escrotos, chamando mulher de piranha e arregona? Eles investiram tempo e dinheiro pra fazer um descadastro de um site que era uma lição de moral e/ou uma piada? Eles já tinham um processo antes mesmo de entrar no ar, se entrasse iam receber uma enxurrada de processos sendo que quase não ia ter mulher que ficasse no site pra ser avaliada…

Isso vindo de um grupo de garotos de 20 anos. Eles ainda se associam ao Não Salvo. Ao NÃO SALVO!!!! Um site recheado de piada machista. Sério mesmo que vocês acreditam na palavra de uma porção de garotos sendo que a atitude deles demonstra o contrário? Sério que você acredita que os caras gastaram grana pra começar o sistema de cadastro de um site que não era pra existir? QUAL O SEU PROBLEMA? VOCÊ ACHA QUE PENSAR DOÍ?

Ok, a mensagem que eles puseram é linda, por ela eu até fingiria que acredito, mas ver um monte de babacas falando que ‘isso é a internet’ e outras tolices me dá nos nervos até pelo simples fato de vai ser burro assim no inferno!!!

Anúncios

Read Full Post »

UPDATE por enquanto não é mais preciso sair do Tubby o site está proibido de entrar no ar, a não ser que tenham 10 mil por dia pra pagar de multa. A conquista se deu através de um processo movido por Frente de Mulheres das Brigadas Populares (facebook), Margarida Alves (facebook), Movimento Graal no Brasil, Marcha Mundial das Mulheres, Movimento Mulheres em Luta, Marcha das Vadias e Coletivo Mineiro Popular Anarquista (Compa), leia detalhes aqui e aqui.

Essa é uma grande diferença entre homens e mulheres (infelizmente), enquanto pra combater o Lulu alguns buscaram a vingança através do Tubby, algumas mulheres foram atrás de justiça, sendo se descadastrando previamente, alertando amigas e descendo a lenha. Se esses homens pegassem essa energia e aplicassem pra se unir e pedir a retirada do Lulu (que está recebendo alguns processos inclusive de uma mulher que acusa de pedofilia por conta do seu filho) eles conquistariam seus direitos. Justiça se conquista buscando o que é justo e não atacando todo mundo.

Ontem eu compartilhei como sair do Tubby, mas tem gente falando que não é seguro a forma que eles mandaram e ensinando uma forma segura. O primeiro link que recebi era em inglês do noplaceforhate. mas numa busca rápida achei já em português e vou reproduzir aqui. Grata a EstadãoTech Tudo e outros sites (não sei qual foi o primeiro, sorry.)

TubbySair

  Sobre o Tubby farei um resumo, pois pode ter gente que não sabe. Uma pessoa resolveu ganhar dinheiro fácil e levar as ‘conversas de bar’ para o mundo virtual. Fez um aplicativo onde mulheres podem falar e dar nota para os caras. Sou totalmente contra, se quiser ler a respeito o texto está aqui (mas preciso dar um update). Engraçado que conversas de bar nem sempre terminam no bar e quem fala não tem a proteção do anonimato… mas enfim… Daí uns gênios tiveram a ideia de fazer uma versão masculina.

Logo de cara quando alguém postava o link no facebook aparecia: tubby

Fofo néh? Depois eles mudaram pra ‘boa de cama’, mas o piranha ficou entalado, vai ver porque eu não mereço a tag #engoletudo

tubby_app

Os dois app (se é que pode chamar isso assim) funcionam associados ao facebook, mas diferente do Candy Crush e outras coisas que você dá autorização prévia nesses você tem que pedir pra sair. Afinal nada mais justo que você ter que pedir pra não ser taxada de piranha néh (até agora estou me perguntando que tipo de pessoa acha que uma mulher que é boa de cama é piranha…. será que eles acham que a mãe deles é virgem?). Mas além do Tubby ser muito mais baixo nível que o Lulu (que é fofo entre aspas, é fofo comparando ao Tubby) a forma de sair do Tubby é muito mais invasiva e segundo alguns pode ser uma forma de pegar dados das pessoas. Leia matéria da Folha. Eles afirmam que não é verdade link da postagem, que é seguro fazer no sistema deles link deles ensinando a ‘sair’. Mas seguro ou não você sai sendo chamado de arregona, afinal chamar de piranha não tinha sido o suficiente… arregou Por conta desse piranha e arregona, fora as suspeitas deles estarem coletando dados, eu vou abrir processo. Não porque eu seja neurótica, mas porque as pessoas tem que aprender a ter respeito pelos outros, se a mãe não ensinou a vida ensina. Espero sinceramente que os pais que mal criaram essas 3 criaturas, segundo a Tech Tudo são 3 guris na faixa de 21 anos. Os oriente e os convença a não abrir essa site. Mas se eles fizerem vamos conversar diante de um juiz, só espero que eles possam pagar os processos. Pois duvido que serei a única. Mesmo porque faço questão de fazer o tutorial “Como Processar o Tubby”

Read Full Post »