Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Mais uma da nossa querida imprensa’ Category

Disse anteriormente que não tinha opinião sobre o que estava havendo na USP pois não sabia ao certo o que estava acontecendo.Pesquisando me tornei contra a presença da PM na USP .

Muitos amigos meus publicam coisas contra e outros a favor aos estudantes no facebook. Apesar de respeitar todos percebi a diferença entre os discursos. Os que são contra sempre num tom generalista de “maconheiro, filho de papai, depredando patrimônio público tem mais que apanhar” e os que são a favor colocando argumentos e textos mais explicativos.


Acho que o estado aproveitou o recalque criado contra a USP pra usar isso a seu favor. Possuo, partilho e compreendo totalmente esse recalque, ver nossa maior faculdade ser pública porém com tão poucos alunos de média e baixa renda é algo que dá tristeza a todos nós. Mas a discussão não deveria girar em torno do status social de quem está na USP ou sobre a legalização da maconha e sim sobre violência, autonomia, direitos, deveres, desperdício e abuso de poder.

Vejo muita gente clamando que tem mais que descer borracha neles sem perceber o quanto é ofensivo e desperdícios a situação descrita abaixo:

Segundo a PM, os estudantes estavam dormindo por volta das 5h, quando a operação começou. Cerca de 400 policiais da Tropa de Choque e da Cavalaria da PM foram acionados, além de um helicóptero Águia e de policiais do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) e do GOE (Grupo de Operações Especiais).

400 policiais pra prender 70 “filhinhos de papai”? A bandidagem agradece poder roubar em paz. Afinal com 400 policiais ocupados prendendo estudante imagino como as coisas devem ter ficado tranqüilas pra eles…

Eu poderia parar o texto por aqui. Afinal 400 x 70 da 5,7 policiais por estudante qualquer pessoa capaz de raciocinar um pouco conseguiria perceber o exagero com que o assunto vem sendo tratado.

Mas brasileiro é um povo que está mal acostumado. Depois de tantos anos de colonização, coronelismo e repressão brasileiro aprendeu a tomar no rabo, abaixar a cabeça e agradecer.

Maconheiros filhos de papai? Ok todo mundo sabe que o consumo de drogas na USP é (ou era) uma constante, mas isso não torna a USP uma filial da cracolândia. Não vou fazer um discurso pró maconha, mesmo porque seria desviar o assunto, mas se é de conhecimento de todos que os índices de violência são grandes dentro da USP e por isso a reitoria pediu a PM dentro da cidade universitária, não deveria ser papel dessa PM procurar bandido ao invés de “maconheiro filho de papai”? Por acaso são alunos da USP que assaltam lá dentro? Sem falar na questão dos estupros da USP que vivem entre a esfera do terror e da lenda urbana.

Quem gosta de ser revistado? As pessoas falam que na USP a lei deve ser igual pra o restante da cidade, você gostaria de estar andando na Avenida Paulista e ser revistado? Assim a troco de nada? Sem ter tido uma atitude suspeita ou alguma coisa que justifique o ato? Pra quem não sabe, antes de prender 3 estudantes fumando maconha a polícia deu diversas gerais nos alunos, como se os mesmos fossem os suspeitos e não as vitimas. Classe alta ou não, são cidadãos que pagam impostos e estão lá buscando um futuro melhor pra si. Não devem ser tratados feito marginais.

Protesto pacifico não dá resultado. Acho incrível essa mania de brasileiro de achar que protesto tem que ser feitos sem parar a Paulista, sem pichações e muito menos depredações. Isso não existe! Tirar a roupa pode no máximo render uma nota. Tem que fazer barulho, causar tumulto. Só assim as coisas mudam. A única coisa discutível é a depredação.

Não vou dizer que não houve exagero por parte dos estudantes. Houve sim. Também acredito que eles deveriam ter desocupado a reitoria em sinal de legetimizar o protesto. Mas tem que ser muito cego pra não ver que o erro é dos dois lados.

Eu era contra a retirada da PM do campus, hoje sou a favor, pois pra mim ficou claro que a PM está aproveitando de uma condição social (a violência que chegou até a USP) pra mostrar “quem manda” e quem manda em São Paulo deveria ser o cidadão, no máximo o estado e não a PM.

E como combater a violência no local sem PM? Que tal com inteligência e boa vontade? Começando por iluminação e reforço da guarda local que acionária a PM quando visse algo suspeito. Discutindo com alunos, funcionários e freqüentadores do local formas de combater a violência sem que pra isso o cidadão seja violentado. Quem sabe a USP, sendo uma faculdade, não poderia criar um sistema de segurança inovador, eficiente e ameno que pudesse ser copiado pra fora da USP. Mesmo porque a cracolândia está espalhada pela cidade provando que a forma como o estado vem tentando resolver o problema está muito longe de ser certo…

Textos que eu li e recomendo:

A USP deve ter autonomia, sim! por Lincoln Secco, de um professor da USP, revoltado com a postura da PM mesmo antes da retomada da reitoria.

Desabafo de quem tava lá [Reintegração de Posse] por Shayene Metri, texto do Facebook escrito por uma aluna que era contra a ocupação e estava lá como reporter do jornal da USP.

Muito além da polêmica sobre a presença ou não da PM no campus da USP por Raquel Rolnik, a urbanista coloca 3 pontos em questão entre eles o próprio urbanismo da USP servir para facilitar a violência.

USP: autonomia seletiva por de Leonardo Calderoni e Pedro Charbel. Alunos da USP que colocaram em questão o argumento “a PM tem que estar na USP pois a USP não é uma ilha” como se a presença da PM fosse tornar a cidade universitária um espaço de todos.

Ordem über alles por Walter Hupsel, texto no qual me inspirei que enfoca a situação surreal que estamos vivendo.

Tucanos talibãs vs. petistas xiitas: quem ainda agüenta essa briga? por André Barcinski. Texto que fala mais sobre as disparidades e exageros que cercam essa discussão.

Read Full Post »

Recebi um email falando que os militares estariam promovendo um abaixo assinado contra a novela do SBT que fala sobre ditadura.

Como sempre faço ao receber essas coisas faço uma pesquisa rápida e básica no Google.

O texto veio de uma agência de notícias e foi publicado em vários sites, até mesmo no renomado Carta Capital.

No texto o link fornecido é do site dos militares: www.militar.com.br sem nenhum setor específico. Fiz uma busca no referido site por SBT e Novela e nada tinha lá. Bem como na parte de abaixo assinado

Das duas uma… ou os militares retiraram tudo ou ninguém se deu o trabalho de averiguar a informação… como o Brasil país da piada pronta eu acredito que ninguém se deu ao trabalho de averiguar…

Mesmo porque no texto falam sobre um suposto acordo entre o governo e o SBT para anular a dívida do Panamericano, sendo que o mesmo já foi vendido.

Gostaria muito de saber o que leva grandes portais a publicarem textos sem dar uma mísera verificada no Google, enquanto eu me sinto culpada em repassar uma merda de um email sem confirmar a informação.

Mas hoje é o casamento do príncipe da Inglaterra, o que importa o que acontece no Brasil…

Read Full Post »

Sempre tive essa palavra como sinal de distração, lazer, coisas boas e/ou sem importância. Mas hoje percebi que o pessoal do Yahoo achou um novo significado pra ela:

entretenimento

E enquanto eu me perguntava se isso teria sido um erro de jornalismo, desses que ocorrem pela pressa ou se caçar corpos no mar teria se tornado um novo esporte, percebo outras notícias nada ‘felizes’ na sessão entretenimento.

entretenimento2
A imprensa brasileira é tão indescritível.

Realmente “O que o SPFW tem a ver com a nossas vidas” é algo tão divertido quanto o número de mortos em tragédias por aí. Depois tem gente que me critica por ser outsider….

Sempre tive essa palavra como sinal de distração, lazer, coisas boas e/ou sem importância. Mas hoje percebi que o pessoal do Yahoo achou um novo significado pra ela:

E enquanto eu me perguntava se isso teria sido um erro de jornalismo, desses que ocorrem pela pressa ou se caçar corpos no mar teria se tornado um novo esporte, percebo outras notícias nada ‘felizes’ na sessão entretenimento.

A imprensa brasileira é tão indescritível.

Realmente “O que o SPFW tem a ver com a nossas vidas” é algo tão divertido quanto o número de mortos em tragédias por aí. Depois tem gente que me critica por ser outsider….

Read Full Post »

Igual a muitas pessoas eu fiquei chocada ao ver na tv falar que o Promotor Thales Schoedl havia sido absolvido por considerarem legitima defesa.

Minha pergunta era, como 14 tiros podem ser considerados legitima defesa? Daí fui fazer uma busca pelo assunto e achei um artigo onde afirmava que ele tinha disparado 2 tiros de advertência e mesmo assim ainda partiram pra cima dele.

Acho que esse caso é todo lamentável. Afinal culminou na perda de uma vida.

Acho que os jovens poderiam ter tido mais respeito pelo casal que estava passando. Acho que a falta desse respeito poderia ter sido ignorada e que o porte da arma influenciou para o não ignorar….

Mas a partir do momento que foram disparados dois tiros e os outros rapazes continuaram avançando, tentando agredir o que estava armado (e só além de ser menor que os demais), dá pra entender porque se enquadrou em legitima defesa.

Só não entendo porque nossa tão fofa imprensa ‘esquece’ de comentar que não foram 14 tiros seguidos. Desse ser um pequeno lapso deste órgão tão idôneo….

Read Full Post »