Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Brasil… meu Brasil brasileiro…..’ Category

UPDATE por enquanto não é mais preciso sair do Tubby o site está proibido de entrar no ar, a não ser que tenham 10 mil por dia pra pagar de multa. A conquista se deu através de um processo movido por Frente de Mulheres das Brigadas Populares (facebook), Margarida Alves (facebook), Movimento Graal no Brasil, Marcha Mundial das Mulheres, Movimento Mulheres em Luta, Marcha das Vadias e Coletivo Mineiro Popular Anarquista (Compa), leia detalhes aqui e aqui.

Essa é uma grande diferença entre homens e mulheres (infelizmente), enquanto pra combater o Lulu alguns buscaram a vingança através do Tubby, algumas mulheres foram atrás de justiça, sendo se descadastrando previamente, alertando amigas e descendo a lenha. Se esses homens pegassem essa energia e aplicassem pra se unir e pedir a retirada do Lulu (que está recebendo alguns processos inclusive de uma mulher que acusa de pedofilia por conta do seu filho) eles conquistariam seus direitos. Justiça se conquista buscando o que é justo e não atacando todo mundo.

Ontem eu compartilhei como sair do Tubby, mas tem gente falando que não é seguro a forma que eles mandaram e ensinando uma forma segura. O primeiro link que recebi era em inglês do noplaceforhate. mas numa busca rápida achei já em português e vou reproduzir aqui. Grata a EstadãoTech Tudo e outros sites (não sei qual foi o primeiro, sorry.)

TubbySair

  Sobre o Tubby farei um resumo, pois pode ter gente que não sabe. Uma pessoa resolveu ganhar dinheiro fácil e levar as ‘conversas de bar’ para o mundo virtual. Fez um aplicativo onde mulheres podem falar e dar nota para os caras. Sou totalmente contra, se quiser ler a respeito o texto está aqui (mas preciso dar um update). Engraçado que conversas de bar nem sempre terminam no bar e quem fala não tem a proteção do anonimato… mas enfim… Daí uns gênios tiveram a ideia de fazer uma versão masculina.

Logo de cara quando alguém postava o link no facebook aparecia: tubby

Fofo néh? Depois eles mudaram pra ‘boa de cama’, mas o piranha ficou entalado, vai ver porque eu não mereço a tag #engoletudo

tubby_app

Os dois app (se é que pode chamar isso assim) funcionam associados ao facebook, mas diferente do Candy Crush e outras coisas que você dá autorização prévia nesses você tem que pedir pra sair. Afinal nada mais justo que você ter que pedir pra não ser taxada de piranha néh (até agora estou me perguntando que tipo de pessoa acha que uma mulher que é boa de cama é piranha…. será que eles acham que a mãe deles é virgem?). Mas além do Tubby ser muito mais baixo nível que o Lulu (que é fofo entre aspas, é fofo comparando ao Tubby) a forma de sair do Tubby é muito mais invasiva e segundo alguns pode ser uma forma de pegar dados das pessoas. Leia matéria da Folha. Eles afirmam que não é verdade link da postagem, que é seguro fazer no sistema deles link deles ensinando a ‘sair’. Mas seguro ou não você sai sendo chamado de arregona, afinal chamar de piranha não tinha sido o suficiente… arregou Por conta desse piranha e arregona, fora as suspeitas deles estarem coletando dados, eu vou abrir processo. Não porque eu seja neurótica, mas porque as pessoas tem que aprender a ter respeito pelos outros, se a mãe não ensinou a vida ensina. Espero sinceramente que os pais que mal criaram essas 3 criaturas, segundo a Tech Tudo são 3 guris na faixa de 21 anos. Os oriente e os convença a não abrir essa site. Mas se eles fizerem vamos conversar diante de um juiz, só espero que eles possam pagar os processos. Pois duvido que serei a única. Mesmo porque faço questão de fazer o tutorial “Como Processar o Tubby”

Anúncios

Read Full Post »

Pelo menos não agora que tem um monte de gente perdida gritando. Um dia manifestante é baderneiro vagabundo e no outro todo mundo acordou, virou politizado. E você é reacionária por falar pra essas pessoas que não é assim que se faz. Cadê meu rivotril, vou dormir um pouco…

acorda

Não vejo nenhum problema numa pessoa que nunca se importou com política passar a se importar, mesmo que a motivação venha de modismo. O problema é ver o velho ditado ‘pegou o bonde andando e quer sentar na janelinha’. Legal champs que você esteja se preocupando com que acontece com seu país. Mas dá pra parar de gritar feito um retardado pelas ruas?

Pra mudar um país é preciso primeiro mudar a si mesmo:
1º passo – É mudar seus hábitos cotidianos perante os demais membros da sociedade. Não jogar lixo na rua, não furar fila, não estacionar em vaga de idoso, etc. Respeitar e ajudar ao próximo buscando em atitudes cotidianas fazer uma sociedade melhor.
2º passo – Pesquisar/estudar sobre política. O que é esquerda, o que é direita. Real significado de palavras como: reacionário, revolucionário, fascista, comunista, anarquia, laico, apartidário, apolítico, totalitarismo… Quem manda/faz o que: municipal, estadual, federal. Os três poderes (executivo, legislativo e judiciário). etc, etc e etc…. Não há vergonha nenhuma em não saber, vergonha é falar sem saber o que está falando.
3º passo – Criar o seu ideal político e lutar por ele. Isso é se unindo a pessoas que dividem esse ideal (seja de forma total ou parcial) e também votando em candidatos que afirmam seguir esse ideal. O voto é a maior arma de protesto. Aprender a votar é um grande passo para uma mudança.

Mas você acordou com sede de justiça e não quer esperar? Você está com preguiça sem tempo de estudar? Ok então ao menos busque apoiar atos com objetivos claros E RESPEITE O TEMA DA MANIFESTAÇÃO. Manifestações generalizadas não levam a nada. De boa intenção o inferno tá cheio. É melhor fazer 200 manifestações do que 1 manifestação com 200 temas. Não precisa ser um tema único, rola ser alguns (4 ou 5 máximo 10), mas eles tem que ter alguma co-relação. Uma manifestação não pode ser contra a PEC 37, a favor da legalização da maconha, por menos impostos, mais hospitais e bons drinks.

E sem essas de querer você, jovem incauto, que acabou de acordar, sair marcando suas manifestações porque você é brasileiro e ‘whiskas sachê’… Não é porque hoje qualquer Zé Mané pode abrir um evento no facebook e de repente 100 mil pessoas comparecem que isso esteja certo. Isso é perigoso. Não vem com esse papo que o que vale é a intenção. Se morrer alguém você vai ter coragem de olhar nos olhos da família dela e falar “mas o que vale é que ele tinha intenção de mudar o país”? É isso que você vai dizer pra uma mãe que perdeu um filho?

Manifestações tem que serem organizadas por grupos de pessoas com conhecimento e experiência pra lidarem com situações de tumulto, negociar com a polícia, fazer pronunciamento junto a imprensa, negociar a reivindicação com representantes do governo. Pode ser organizada por um partido, sindicato, ong , movimento político/social… Mas ela não pode ser sem pessoas responsáveis pela organização. E essas pessoas tem que saber o que estão fazendo. Antes de sair pra uma manifestação de uma olhada em quem está organizando, quais são os ideais? Tem site? Página oficial no face? Começou ontem ou já tem um tempo? Você até pode organizar uma manifestação, mas no dia que você entender algo sobre política e formar um grupo de pessoas engajadas. Nem precisa ser um cara super culto, mas ao menos tem que saber o que quer. Sem conhecimento ou foco você não passa de uma barata tonta correndo sem rumo.

Update Importante: Você não vai encontrar um único grupo que a favor de todas as coisas em que você acredita e portanto irá lutar por todas elas. EXEMPLO não tem como um grupo a favor do aborto se envolver com um grupo a favor da legalização da maconha. Pois as pessoas tem o direito de ser a favor apenas de uma delas. Então você vai ter que se filiar a vários grupos de acordo com suas convicções. Pare de esperar por um líder, um salvador da pátria. A única instituição que abraça diversas pautas são os partidos políticos, pense nisso antes de sair bradando slogans anti-partidos.

02spprotestoferidosanguerostofborges

Política não é brincadeira. Manifestação não é festa. Já morreram 2 pessoas oficialmente. Uma atropelada por um cidadão furioso e outra supostamente asfixiada pelo gás lacrimogênio (não saiu o laudo, pode ter sido um infarte por conta da situação), detalhe a segunda sequer era manifestante, era uma gari e estava limpando as ruas. Além disso já teve muito vandalismo e saques, não apenas a prédios públicos e bancos, como também a pequenos comércios como bancas de jornal e mercearias, o que leva a falência a maioria dessas lojas. Como ‘o povo’ decidiu pelo apartidarismo, então também tem rolado muita confusão por conta das pessoas que levam bandeiras de partidos. E pasmem disputa de espaço por manifestações diferentes que são marcadas num mesmo local e horário. Fora infiltração de bandidos (tanto nos saques quanto batendo carteiras) e pessoas de extrema direita que geralmente são os que iniciam as depredações.

“Mas o Brasil está passando por uma revolução e eu quero fazer parte disso”. Calma. Respira! Mudanças e revoluções não são exatamente sinônimos de melhorias para o povo. Isso é mais um motivo para as pessoas terem cuidado com o que fazem. O menos pior que pode acontecer é não mudar nada, estilo o que rolou no Fora Collor. O pior já está acontecendo, mas pode acontecer em larga escala, mortes de inocentes e violência generalizada. O mais terrível seria um golpe de estado (militar ou não). Pipocam textos e debates dizendo que um  golpe não rola. Então vamos supor que disso estamos livres. Golpe não rola, mas mortes já teve. Sujar de sangue inocente nossas ruas ‘verde e amarelas’… Vale a pena? É necessário?

Acorda Brasil! Acorda de verdade!! Desperta e abre seus olhos!!!

Read Full Post »

Me desculpe a franqueza, não creio muito nisso não…. Espero de todo coração estar errada, se estiver, engolir essas palavras vai ser um prazer, mas seja minha distopia, distimia ou pragmatismo. Não consigo ver revolução no rumo que as coisas estão tomando.

ImagemTerça (18/06) mesmo depois dos atos de vandalismo no centro, resolvi dar uma volta na Paulista. E o que vi estava mais próximo de uma festa do que de um ato político. Para a minha tristeza os cara pintada voltaram. Ok brasileiro é despolitizado, eu mesma tenho muito a aprender, mas ver por todo lado pessoas fazendo pose pra tirar foto pra facebook, sorrindo, felizes, com seus rostos pintados de verde e amarelo e a bandeira por todos os lados me embrulhou o estômago. E a quantidade de reivindicações incluindo a piada ‘abaixo a corrupção’, me fez ver como a coisa está caminhando pra uma causa perdida.

Sinto como se todo o tempo que gastei nos últimos dias discutindo e explicando sobre os protestos tivesse sido jogado fora. Pois agora até o imbecil do Arnaldo Jabor, estrelas da Globo entre outros reaças estão falando bem dos protestos. Só falta a Veja levantar a bandeira dos 20 centavos.

Ok deu certo, voltaram atrás o valor da tarifa, mas como o MPL sempre frisou que as manifestações eram apenas para a redução do valor e agora como fica? Simples o evento que já estava marcado continua e segundo saiu na imprensa é pra comemorar. Como é que é? Comemorar? Vocês vão parar a Paulista pra comemorar? Não é que eu esteja desmerecendo a vitória, mas eu acho que o Brasil tem muito pra consertar pra comemorarmos tão cedo. Essa comemoração só reforça minha tese de que virou festa.

Vivemos num país onde um cretino aprova a ‘cura gay’ um dia depois do congresso ser invadido. Onde metade das leis são piadas prontas. E onde candidatos que tiveram sua corrupção comprovada continuam no poder. Menos pose, mais atitude! Menos patriotismo mais gritos de luta! Chega de cantar hino nacional, “sou brasileiro com muito orgulho”, pintar a cara de verde e amarelo, carregar a bandeira nas costas… Não é um ato de patriotismo é um ato de protesto. Você está puto da vida e não orgulhoso ou feliz.

E acima de tudo: Aproveite sua própria vontade de mudar o Brasil e comece por mudar a si mesmo. Pense e pesquise! Estude história, política, filosofia, sociologia. Mude suas atitudes diárias de jogar lixo na rua, de parar em fila dupla, de pensar apenas em si mesmo. Porque você vive numa sociedade e se você não se incomoda em ver as pessoas passando fome ou espremidas num ônibus porque você tem seu carro e sua comida, se você acha que a desigualdade social não afeta sua vida repense isso quando tiver um cano apontado na sua cabeça. O simples medo constante em que vivemos é algo que afeta a todos, pois boa parte da violência é reflexo da desigualdade social.

Pra quem for de SP sexta 21/06 tem manifestação contra o projeto de ‘cura’ gay, as 18h da praça Roosevelt. E contra o PEC 37 em SP sábado 22/06 no Masp das 15 as 20h. RJ domingo 23/06 as 16h em Copacabana posto 4. Brasília quarta 26/06 as 14h Praça dos Três Poderes

Espero não ver cartazes de ‘abaixo a corrupção’ e menos ainda Fora Dilma (você sabe quem fica se ela sair?). Como disse antes, leia, pesquise, estude e PENSE!!!!

É lindo ver a Paulista desse jeito:

Imagem

Mas o Collor mandou um beijo!

Read Full Post »

Desde quinta feira até algumas horas atrás perdi a conta de com quantas pessoas eu discuti tentando fazer a pessoa entender que quem começou a violência no protesto de quinta foi a polícia. Mesmo eu falando ‘gente eu estava lá’ e mostrando links e vídeos fui chamada de: vagabunda, baderneira, ridícula, burra…. Pois se uma pessoa fala ‘os manifestantes são todos X’ e eu sou manifestante então eu também sou X, daí quando você responde de forma mais grossa a pessoa vem com o hipócrita, mas você é diferente.

Eu devia ter escrito esse texto na sexta. Ele teria mais sentido, pois creio que apesar dos incidentes de hoje, as pessoas viram a diferença das manifestações com e sem a polícia. Não sei como foram os 3 primeiros atos, alguns dizem que a violência começou da polícia. Outros afirmam que foi um pequeno grupo que resolveu continuar da forma que eles julgavam certo (com vandalismo). Se foi isso, se um grupo menor saiu depredando tudo que viu pela frente eles estão errados, mas isso não justifica o que houve em São Paulo quinta nem o que rolou domingo no Rio de Janeiro.

Na quinta feira em São Paulo a coisa foi tão descabida que a Tropa de Choque jogou bombas mesmo com dezenas de homens da PM no local. Ou seja a polícia atacou a própria polícia. Isso prova o quanto a atitude foi truculenta e sem sentido. Além disso pessoas foram revistadas ao sair do metrô e quem tinha vinagre e máscara foi detido, pois vinagre é usado para diminuir os efeitos do gás lacrimogêneo. E algumas pessoas detidas na terça estão sendo acusadas de formação de quadrilha, crime inafiançável e as que tem fiança as fianças giram em torno de R$20 mil. Isso é repressão pura, digna de um AI-5 como li.

Quinta feira dia 13/06 como divulgado publicamente no facebook, houve a concentração das pessoas para o Quarto grande ato contra o aumento das passagens. Andando nas proximidades do Viaduto do Chá vi de longe um reforço de barricada e da Guarda Civil em frente a prefeitura, bem como alguns membros da Tropa de Choque, compreensível. Mas havia um tumulto na estação Anhangabaú que logo foi esclarecido, estava havendo revistas de todos que saiam da estação. O que por si só já é uma atitude repressora. Foram nessas revistas que várias pessoas foram levadas pra averiguação incluindo um repórter da Carta Capital por estarem portando vinagre. Mas no local mesmo da manifestação não tinha tantos PM’s. Apenas a quantidade normal que mandam pra qualquer evento com aglomeração de pessoas.

O 1º ato foi fechar a Xavier de Toledo, o que foi feito na hora que o semáforo fechou. Em menos de 20min a PM e CET tinha retirado carros e ônibus da Xavier e do Viaduto do Chá. E a manifestação pacífica, com batuques e gritos de ordem resolve andar. Na Praça da República pequena tensão por conta da dispersão da passeata e mistura com transeuntes, que estavam com medo e perdidos, pois o metrô havia fechado uma das saídas. Mas logo o grupo se reuniu na Ipiranga entre a praça e a Consolação. Voltamos a andar e paramos de novo na Consolação altura da Praça Roosevelt, como não havia carro de som quem estava atrás não sabia os porque das coisas. O bloco maior parava, todos paravam. Eis que surgem uns 20 homens da Tropa de Choque e em formação de guerrilha se posicionam no que seria a frente da manifestação. Ouvimos bombas, rojões, corre-corre e o bloco maior foi para a calçada e escadas da Rosevelt com algumas pessoas (manifestantes, curiosos e transeuntes) no entorno. Eu fiquei do outro lado da rua há poucos metros da PM e essa situação durou alguns minutos (10 ou 20), mas agora sem bombas, só o clima de tensão e os gritos dos manifestantes de “Sem Violência”.

Ou seja estávamos todos parados, e como num pesadelo surge uma parede preta se movendo com o som forte das batidas de cassetetes nos escudos, típica tática de guerra. Era a Tropa de Choque, com certeza mais de 100 homens. Gelei! Mas antes que eu pensasse no que fazer a guerra começou foi uma chuva de bombas com as pessoas correndo para todos os lados. Os que estavam na praça foram na sua maioria pra dentro da praça. Os que estavam do outro lado, manifestantes, curiosos, PM e quem estava passando, foi andando encostado a parede até a Rua Rego Freitas, já que a choque estava na outra ponta.

Se você não acredita fica aqui o vídeo

Pra quem não quiser assistir ou precisa de ‘legendas’. Um policial estava negociando com representante do movimento passe livre o trajeto da manifestação. Eles combinaram de esperar a chegada de uma outra pessoa pra fechar a negociação, a conversa segue, o policial elogia a manifestação diz ‘Dessa vez está de parabéns’, até 1:55 ainda dá pra escutar a voz do policial. Segundos depois dá pra escutar as primeiras bombas que a choque dispara na frente da Roosevelt, em 30 segundo as bombas chegam onde estava rolando essa negociação, esquina da Maria Antonia com a Consolação.

O que era uma manifestação pacífica virou cenário de guerra. Uma parte das pessoas (um grupo maior) tentava se reunir e manter o protesto, muitas pessoas foram embora e outras pessoas começaram a tacar fogo no lixo e quebrar coisas. Jovens com o rosto coberto e os típicos trombadões do centro se misturaram na ‘zona de guerra’ e iam as pressas amontoando lixo e tacando fogo. E o som das bombas não parava, mas era algo mais voltado para a multidão do que para os que estavam causando a destruição.

Ouvi muita gente falar ‘vi os caras vandalizando sem ter polícia por perto’. Jura? É preciso explicar que esse vandalismo foi a resposta do que aconteceu e não de uma perseguição ou coisa do tipo? Se você der um tapa em 100 pessoas a maioria vai embora, alguns vão tentar conversar e outros vão te dar uma voadora. Isso é humano. Só estando lá pra saber o que é olhar para uma parede de repressão e violência. É revoltante. Eu não concordo, mas entendo o porque tanta gente perde a cabeça. E isso tudo são táticas de guerrilha: “A medida que uma revolução pacífica se desenrola, o Estado emprega força bruta para gerar cenas de violência. Essa violência por sua vez prolonga a necessidade do Estado de fornecer serviços de segurança ao público. É um ciclo vicioso criado por tiranos para prolongar a sua permanência no poder.” Quem sabe se a Choque deixasse a manifestação prosseguir em paz e fosse caçar quem estava vandalizando um número menor de coisas teria sido depredado. Mas a preocupação deles era parar a manifestação em si. Foi preciso que eles acertassem uns 5 reportes para as pessoas começarem a acordar e a imprensa a pressionar.

Não sei o que motivou o vandalismo de hoje no Rio, que por mais que tenha sido na Assembléia Legislativa, me partia o coração por ser um prédio histórico. Mas por pior que seja isso não apaga a violência da Choque do Rio que soltou bombas num parque cheio de crianças. E não tem como culpar os manifestantes já que eles entraram pra se proteger.

Hoje segunda teve pelo menos 3 episódios de violência em BH, RJ e SP. Brasília mesmo tendo uma invasão ao Congresso não teve reação violenta da polícia. A de SP ficou claro que foi um ato de uma minoria, a maioria nem estava mais no local. Isso é normal, sempre vai ter os mais exaltados, os que acreditam no poder da violência, os que sentem prazer nessas atitudes… Então por mais que a maioria absoluta seja contra a violência e combata a mesma, sempre vai ter e por menor que seja, sempre vai chocar, ainda mais num país  despolitizado como o nosso. Pagamos pau pra Europa, mas lá protesto quase sempre tem incêndio de ônibus e carro. Não defendo que aqui tem que ter o mesmo. Mas também não precisa ficar chocado com o fato de colocarem fogo no lixo. É o calor do momento, seja revide da violência da Choque ou a própria adrenalina de saber que pode estar fazendo parte da história.

Só pra ficar claro, não tenho nada contra a polícia. Tenho contra o ‘estado’ que coloca a polícia contra manifestante. Ainda mais da forma que colocou quinta, causando tumulto e revolta popular. O policial está fazendo o trabalho dele, além de já ter sofrido previamente uma lavagem cerebral pela qual só os mais fortes resistem. A PM é feita pra defender o Estado/Sistema, o bandido comum prejudica o estado ao trazer insegurança, entre o bandido e o trabalhador a PM vai contra o bandido, mas quando esse trabalhador resolve gritar palavras que agridem o estado ele vira o alvo, pois está prejudicando o estado.

Não dá pra saber como vai ser daqui pra frente, mas se voltar a ter violência por parte da polícia manterei minha opinião de ‘não ódio’ a polícia. Pois a segurança no Brasil é precária como todo serviço público é, se está ruim com a polícia imagina sem. Ok, confesso que da Choque eu já não penso a mesma coisa…

E só pra que a violência que houve não ser esquecida termino com mais vídeos.


Read Full Post »

O pior dessa história do cara do Big Bosta, Dhomini, que arrancou os dentes do cachorros no machado é ver a não reação da população.

No site de fofocas do yahoo tem 1 matéria com 500 comentários. No mesmo site uma matéria da garota que mostrou os peitos numa festa teve 1.400 comentários.

O que isso significa? Causar numa festa é mais importante pra sociedade que arrancar a frio os dentes de um ser vivo? Ou o fato do cara ser famoso e popular o torna passível de perdão? Que merda de sociedade é essa que a gente vive? Não basta existirem escrotos capazes de cometerem as maiores atrocidades, ainda é preciso que aja um país inteiro que se cala diante disso?

Imagem

Na edição passada, quando um negro transou com uma loira enquanto a mesma estava bêbada, ele foi retirado do programa. Antes que alguém diga que estou fazendo apologia ao estupro peço pra que parem de apologia a hipocrisia. Eles estavam ficando antes e ambos beberam, eles estavam tão bêbados que nem ela sabe se estava ou não acordada durante o ato. Estupro seria se eles tivessem se pegado apenas depois do efeito do álcool. Mas olha só que interessante, ele é negro e ela branca, houve outros casos de casais transando bêbados na casa, mas porque esse caso incomodou tanto? Será coincidência o fato de que 100 anos atrás só não se arrancava os dentes dos escravos pois era pelos dentes que se media a saúde deles? De resto todo tipo de atrocidade era cometida.

Hoje um cara famoso pode arrancar todos os dentes da boca de um cachorro, afinal ele é só um cachorro é um ser inferior e irracional. Isso pode significar que um dia os animais sejam tratados ‘como gente’, como aconteceu aos negros. Ou que pelo menos as pessoas se preocupem mais com o sofrimento alheio que com a superficialidade da fama. Porém, no momento atual o que se vê é uma sociedade que na suia maioria absoluta não se importa com as atrocidades cometidas a um ser vivo que não seja o humano.

Claro que esse tal de Dhomini é de uma raça tão inferior que me ofende apenas por existir. Mesmo porque pra quem não sabe ele, que foi ganhador de 1 milhão, se dizia todo espiritualizado. Só esqueceu de dizer que espírito de porco era um elogio pra si mesmo. Mas mais de me revoltar com o atos como o dele, que eu sei que são casos isolados, me revolto, não entendo e não me conformo com a passividade da população diante de atos tão hediondos.

Read Full Post »

 ADORON finais de novela, tenho plena convicção de que pra fazer uma analise sociológica apenas vendo os finais de novela. Infelizmente não tenho tempo nem conhecimento pra fazer uma analise mais profunda, mas vou postar aqui minhas observações.

 

Primeiro que é engraçado o fato de que querendo ou não todo mundo sabe mais ou menos da história da novela. Você pode nunca ter visto 1 capítulo, mas se ver o final vai saber mais ou menos quem é o que. Pois basta ir ao mercado, acessar a internet, ouvir uma conversa alheia e principalmente ligar a TV pra saber alguma coisa sobre a novela. É tipo uma praga. Não saber nada sobre a novela ou o BBB é como tentar não ouvir os hits do verão. Se você sai na rua, passeia pelos canais da TV e acessa a internet, mais cedo ou mais tarde vai ser apresentado aquele universo estranho.

 

Segundo, é fazer uma comparação temporal dos valores da sociedade através do conteúdo desses finais. Me baseando nessa Avenida Brasil e numa outra das 19h a das Empreguetes. “Cheias de Charme” vi que hoje não tem mais aquele clima de creche com bebês e grávidas pipocando por todo lado. Acho isso OTIMO pois botar uma vida no mundo demanda muitas responsabilidades e essa visão de ser feliz é igual ter uma renca de filho, não ajuda em nada o país e o mundo. Outro ponto é ver que não rola mais aquelas festas pomposas fictícias ou reais em que ia a novela toda e no final apareciam pessoal da produção. Pena, sempre achei isso super fofo! Estranhei um pouco as divisões de tempo usadas hoje em dia. Tipo muito tempo do último capítulo desperdiçado com personagens secundários e situações tolas. Sinceramente fiquei sem entender essa parte. Alias, posso estar enganada, mas me pareceu que algumas histórias secundárias se resolveram antes do último capítulo. No final de assistir o fim das duas novelas fiquei com uma sensação de estar vendo um capitulo qualquer e não um final. Viagem minha ou o final de novela não é mais aquela pompa toda?

 

E partindo pra Avenida…. Quem matou Odete Roitman? Nem sei quem matou o cara lá (peguei a novela já começando), mas essa onda de voltar esse enredo já deu néh? Gente quem matou a Odete Roitman foi a Cássia, porque ela Kiss! Pronto acabou! Esse vai ser o novo clichê? Pois senti falta daquela coisa clichê de morrer alguém no final e o super vilão ter um dos 3 destinos: morrer, enlouquecer, apodrecer na cadeia.

 

As feministas que me desculpem, mas ADOREI essa história do Cadinho (nome dado ao marido putão da Dona Flor). O cara casar com 3 mulheres foi inusitado!! E as cenas dos beijos, promessas e a história durante a novela delas disputarem e no fim dividirem :O Literalmente Divino (nome dado ao bairro central da novela). Mas financiado ou não, eu que queria ser pobretona e ter um casamento daquele. Ah e tem o fato do cara ter 3 esposas e apenas 1 sogra. Maravilha Alberto \o/ E também impagável foi o cara que substituiu o Cadinho por uns tempos e pediu pra transar com as 3 ao mesmo tempo. Seria isso um passo adiante na evolução pela liberdade sexual? Falar disso numa novela global? Por mais que as mulheres tenham reagido de forma pudica. Achei legal fazer a massa ‘pensar’ sobre isso. Alias essa parte da novela trouxe muita discussão sobre quem toparia o que. Eu não sei se toparia dividir 1 cara com outras duas mulheres assim no dia-a-dia, na convivência, mesmo porque no caso se dividiria marido, cozinha, sala e manias. Tô mais pra ser a Dona Flor mesmo. Mesmo o Cadinho dela não valendo nada! Pra mim funciona assim: 1 cara com 3 mulheres = 1 se diverte com o pinto as outras duas se viram na mão e boca (independente de quem). 1 mulher 2 caras bem todos podem se divertir ao mesmo tempo. Licença que não sou boba. Kakakakakakakakaka

 

E se por um lado acabou o clichê vilão que se fudeu grande também é difícil acreditar que alguém mude assim da água pro vinho, como mostraram a Carminha, mesmo a pessoa tendo passado um tempo na cadeia… Preferia ela num hospício, clichê, mas hilário. Essa dose de esperança de um mundo melhor, além de mostrar vilões arrependidos mostra uma capacidade de perdão sobrehumana na minha opinião. Queria ter 1/10 da capacidade da Nina de perdoar.

 

Fora isso pra mim foi um amontoado de situações comuns sem muita emoção. Acho que até combinou com uma novela que se passa na atualidade, mas num universo ‘paralelo’ onde não tem pendrive ou teste de dna… Tirando a parte da Pepeta o Chupetinha.. nossa chorei de ver o drama de um cara de 30 anos que chupa chupeta e tem um trauma do passado por ter sofrido bullyng. É eu confesso que também… deixa pra lá!

 

Kakakakakakaka!

 

E só não falo ‘que venha a próxima’ pois curtindo ou não, no fim a maior parte das novelas é feita pra manipular a massa e pelo visto essa nova falando da Turquia veio contudo nessa onda :/

Read Full Post »

Que porra ta rolando no mundo? Olha dependendo do que for, para essa merda que eu quero descer!!!

Eu não vou opinar sobre a ocupação da reitoria da USP, pois cada um tem uma versão dos fatos e nem sei mais em quem acreditar. Mas indo pela lógica, não sei o que é pior, os alunos pedirem a retirada da PM de um local que virou terra de ninguém onde estupros e assaltos são uma constante ou a PM se preocupar em prender estudante maconheiro ao invés de pegar ladrão e estuprador… pra mim ambos os lados estão errados.

Anonymous protestando contra a revista Veja por usar a ‘imagem do grupo’ na capa. PQP!!!!! A imagem que eles usam foi usada na graphic novel V de Vendetta e representa um soldado que estava participando de um ataque contra o parlamento Inglês em 1606, como alguém pode ser tão cara de pau a ponto de pegar uma imagem que não lhe pertence e reclamar de outro que faz o mesmo???

E com tanta merda que a Veja faz os caras estão preocupados com o uso de imagem? Alegaram associação, mas se vocês querem poder reclamar direito de imagem, primeiro criem uma própria! (Apesar que creio que essa talvez seja deles:)

Pode ser que tenha sido um protesto de meia dúzia que entrou no oba-oba e nem sabem direito pelo o que o grupo luta, assim espero… Ah pra saber mais sobre o Anonymous o melhor link que eu achei foi do Facebook e o blog em português desatualizado, lá também indica um forúm em inglês.

Mas é foda ver coisas sérias perderem o sentido por conta de meia dúzia de alienados, como os caras da MerdTV, sim os caras que já aparecerem numa pá de link ao vivo da Globo, mas que no espaço deles não tem porra nenhuma de interessante… Apenas vídeos toscos deles próprios aparecendo com músicas pop’s ao fundo…. isso não é protesto, isso é vontade de aparecer! Achei que fosse ter uma pá de informação reveladora e bombástica no site dos caras e a única coisa que tem é a promessa deles disponibilizarem o documentário “Muito Além do Cidadão Kane”. De todos os vídeos que eu vi deles só um prestava um pouco. Ok a Globo é uma merda, mas trocar merda por merda qual a diferença?

Nessas pessoas como do Ocupa Sampa, que parecem bacanas, ficam desfocadas e perdidas, com tanto protesto idiota fica difícil separar o que é sério nesse “mundo dos protestos”. Clique no link http://15osp.org/ e se informe sobre as ações e como ajudar o Ocupa Sampa e vamos torcer pra não ser mais um bando de perdidos.

Vou colar um trecho de uma matéria que estimulou esse texto que fala justamente sobre essa nova onde de protestos:

“É a consequência da arrogância e da insensibilidade daqueles que controlam alguns dos grandes veículos de comunicação. Se todos os canais de diálogo democrático estão fechados, acaba só restando a ação direta. Tudo isso é um sintoma da insatisfação da sociedade com a situação atual”
“O Brasil necessita, com urgência, de uma lei para o setor que garanta o direito de resposta, acabe com a concentração dos meios, amplie a participação da sociedade na produção e difusão de ideias e informações, regule a publicidade voltada para crianças e adolescentes, entre outras medidas. A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, foi feliz ao dizer que em seu país a Lei de Meios de Comunicação não foi criada ‘para controlar ninguém, mas para impedir que o povo seja controlado’. É disso que precisamos”, avalia Lalo Filho, sociólogo e jornalista, que também é fundador da ONG Tver, voltada para o acompanhamento da qualidade da televisão brasileira.

E pra finalizar, Illuminati é meu cu, seus trouxas!!!
Como alguém pode ser tão tolo a ponto de acreditar que um grupo seleto que domina a maior parte das riquezas do mundo não consegue controlar a porra da internet? Se até a Cicarelli conseguiu tirar o youtube do ar por conta de um vídeo dela de sacanagem porque os tão fodões Illuminattis não conseguiriam controlar quem ‘os denunciam’. Ah faça me um favor!!!!

O mundo é controlado por poucos? Infelizmente sim… Existe algum conchavo entre esses poucos? Provavelmente sim… Achar que eles dominam tudo e ainda por cima através de magia. Vai catar coquinho vai!

Read Full Post »

Older Posts »